legistech forum

Servidores da Câmara e do Senado exibem trabalhos de inovação e tecnologia em São Paulo

O futuro – ou presente – das instituições públicas está em dar voz e vez ao cidadão, foi o que ficou claro durante os três dias em que servidores e trabalhadores de várias partes do país se uniram para discutir inovação e tecnologia voltada para o Legislativo. Diante de uma sociedade cada vez mais digital, as tecnologias aproximam e até utilizam os cidadãos como um braço de esforço para fiscalizar ou propor soluções.

O Sindilegis, que está investindo em inovação e na valorização do trabalho dos servidores, participou do Legistech Fórum, que ocorreu no Google for Startups Campus em São Paulo (SP) entre os dias 30 de outubro e 1º de novembro. O evento contou com profissionais de áreas diversas, mas todos ligados ao trabalho legislativo em estados, municípios e a nível federal.

Diversos projetos, debates e cases foram exibidos nesse sentido. Nove servidores do Legislativo Federal (Câmara dos Deputados e Senado Federal) participaram, expondo suas experiências e compartilhando pesquisas e descobertas.

Dentre os servidores, estavam Cristiano Ferri e Marcus Chevitarese, que foram homenageados por seus trabalhos no dia 28 de outubro – Dia do Servidor Público, durante o lançamento do programa de valorização do Sindilegis, o Gente que Inspira.

Foram 45 palestrantes nacionais e internacionais, 27 horas de atividades, 20 organizações representadas e 18 palestras e atividades de 7 países representados durante os três dias de evento. O evento também contou com a presença de grandes referências na política mundial, como Nikita Agarwal, da Apolitical, que destacou experiências brasileiras de participação popular como o e-Democracia e o e-Cidadania como exemplos para o mundo.

Foram dias de aprendizado e ficamos orgulhosos de ver servidores da Câmara e do Senado como referências de inovação não apenas para o legislativo brasileiro, mas para o mundo todo. Além de buscar conhecer essas iniciativas, fizemos questão de participar do fórum para valorizar o trabalho dos nossos servidores e deixar claro o compromisso do Sindilegis em destacar o que eles estão fazendo pelo serviço público brasileiro e, claro, pelos cidadãos“, disse Petrus Elesbão, presidente do Sindilegis. Na foto, Petrus está ao lado de Cris Ferri e do secretário-geral da Mesa da Câmara dos Deputados, Wagner Soares Padilha.

 

 

Participaram também os servidores do Senado Federal Alisson Bruno (e-Cidadania), Daniel Pandino Werneck (NaInova), Matheus Carrion e Hermann Braga (coordenador de mandato do Senador Rodrigo Cunha). Da Câmara dos Deputados, participaram os servidores Patrícia Roedel (Labhacker), Sergio Mendes (Diretor de Operações da Liderança do Partido NOVO na Câmara dos Deputados), Isabela Messias ( Assessora Legislativa no gabinete do Deputado Felipe Rigoni) e Wagner Soares Padilha (secretário-geral da Mesa).

 

Confira alguns projetos que foram apresentados pelos servidores durante o evento:

Cristiano Ferri, servidor da Câmara dos Deputados falou sobre o Labhacker e mostrou uma simulação de nova tecnologia: o Câmara 360 graus. Em um futuro breve, a ideia é que qualquer cidadão possa ter acesso virtual ao Plenário, inclusive aos bastidores como a sala de cafézinho onde são tomadas decisões importantes.

Ele também mostrou a tecnologia “Me escuta”, que é uma atendente de inteligência artificial que exibe informações sobre os parlamentares, seus projetos, ações e até mesmo biografia, tudo isso via áudio.

Wagner Padilha, servidor da Câmara dos Deputados, mostrou o Infoleg, aplicativo que permite aos parlamentares e aos cidadãos acessar, por meio de tablets e smartphones, informações sobre o processo legislativo, como início e resultados das votações, composição das bancadas e comissões, biografias de parlamentares, tramitação de propostas, entre outras.

 

Marcus Chevitarese, servidor da Câmara dos Deputados apresentou o programa de inteligência artificial Ulysses, que além de outras funções, consegue inclusive reconhecer faces. O projeto foi realizado junto com os servidores da Diretoria de Inovação e Tecnologia da Informação (DITEC) reunindo vários algoritmos de inteligência artificial. O Ulysses nasceu com funcionalidades autônomas de tematização, tradução e identificação de orador pela voz.

Daniel Werneck, servidor do Senado Federal, falou um pouco sobre o projeto do Núcleo de Inovação do Senado Federal (NaInova), que é apoiado pelo Sindilegis. O objetivo é criar um ecossistema para que os servidores apresentem soluções cada vez mais inovadoras e práticas para os órgãos públicos.

Deixe seu comentário