Eleições Sindicais 2020

Comissão Eleitoral inicia suas atividades

Em reunião com a diretoria do Sindilegis, os três servidores eleitos assumem a coordenação das eleições sindicais 2020

Na manhã desta sexta-feira, 04/09, a diretoria do Sindilegis se reuniu com os servidores escolhidos pela base para compor a Comissão Eleitoral do processo eleitoral deste ano. Os filiados elegeram 3 entre 9 candidatos inscritos, um representante de cada Casa. A Comissão é formada por Marcus Peixoto, do Senado Federal; Suprecílio do Rêgo Barros Neto, da Câmara dos Deputados; e Álvaro Pereira da Silva, do Tribunal de Contas da União.

O grupo, que vai coordenar a eleição 2020 para a diretoria da entidade, definiu durante a reunião que o presidente da Comissão será Álvaro Pereira da Silva. “Os filiados podem ficar tranquilos quanto à condução da eleição. Nós nos colocamos desde já à disposição para quem quiser acompanhar nossos trabalhos”, destacou, Álvaro, que já indicou os próximos passos da Comissão: “Teremos a definição do cronograma, a definição dos requisitos para o registro das chapas e o registro das mesmas, em si”.

Suprecílio Neto falou do papel da Comissão Eleitoral: “Com a função de fiscalizar todo o processo, nós traremos imparcialidade ao pleito. Dentro de uma entidade de classe, a eleição é fundamental por ser um aspecto da democracia que está sendo exercido”, observou o servidor. O representante do Senado, Marcus Peixoto, falou sobre as expectativas do colegiado: “Esperamos que apesar da pandemia e da necessidade do distanciamento social, a gente consiga promover um processo de consulta mais participativo. Também organizar o debate, ainda que virtualmente, entre as chapas”.

Os membros da Comissão Eleitoral começam a partir de agora a elaborar o edital da eleição, que apontará como se dará o processo, seguindo as normas estabelecidas no Estatuto do Sindiliegis. A votação será realizada em novembro.

Eleição da Comissão

No dia 31/08, as eleições para o colegiado aconteceram em sistema drive-thru, respeitando o distanciamento social em razão da pandemia de coronavírus, para resguardar os filiados, que registraram o voto por meio de cédulas. A votação se deu no Distrito Federal e nos 26 Estados do país, registrando um resultado histórico com a marca de 563 votos computados.

Deixe seu comentário