Reunião Reforma Administrativa da Câmara

Diretoria-Geral da Câmara discute reforma administrativa com Sindilegis e entidades

Fábio Pereira, diretor-adjunto da Diretoria-Geral da Câmara, disse que “nada vai ser imposto sem o conhecimento das entidades”

A Diretoria-Geral da Câmara dos Deputados recebeu, nesta terça-feira (2), o Sindilegis, a Aslegis, a Unalegis e a Astec para tratar sobre a reforma administrativa da Casa, que será apresentada pelo presidente Rodrigo Maia (DEM-RJ) nos próximos meses. Um dos focos da proposta é reestruturar a carreira dos servidores e modernizar os processos de trabalhos. Fábio Pereira, diretor-geral adjunto da Casa, responsável pela elaboração da reforma, se comprometeu em dialogar com as entidades antes da apresentação da proposta: “Nada vai ser imposto sem o conhecimento das entidades”, disse.

Durante a reunião, Fábio Pereira explicou que atualmente existem 2,9 mil servidores efetivos na Câmara e esse quadro já está mudando, devido às aposentadorias. Segundo ele, a reforma administrativa também prevê soluções para problemas como esse. Em entrevista à EBC, Maia sinalizou que deseja que os servidores tenham mais interesse na progressão ao longo do tempo, por meio da proposta.

Para Paulo Cézar Alves, vice-presidente do Sindilegis, a modernização da Casa é extremamente necessária, mas deve ser muito bem discutida para que não haja prejuízo para a categoria: “Hoje demos um passo muito importante para antecipar a discussão sobre a reforma. O texto ainda não foi apresentado, mas já sabemos quais são as justificativas da diretoria e ponderamos sobre as nossas principais preocupações. Estaremos em contato permanente com a diretoria e nada será implementado sem as nossas sugestões”.

 

Tags: No tags

Deixe seu comentário