imagem_materia

Dívida pública onera mais o Estado do que a Previdência

É o que especialistas apontaram em Comissão do Senado nesta segunda (13). Segundo dados apresentados, a dívida pública soma mais de R$ 55 trilhões, o que representa 40% dos gastos públicos

A audiência da Comissão de Direitos Humanos e Legislação Participativa do Senado (CDH) revelou, nesta segunda-feira (13), que a as altas taxas de juros da dívida pública representam mais de 40% dos gastos públicos. Segundo os debatedores, a PEC 6/2019 (reforma da Previdência), além de não resolver o problema fiscal do governo, ainda vai criar injustiças para a toda sociedade.

Segundo levantamento feito pela CDH, a dívida pública soma mais de R$ 55 trilhões, contabilizando o que deve a União, os estados e os municípios. E isso leva a uma situação de insolvência de várias unidades da Federação.

As estatísticas foram apresentadas pela auditora fiscal Maria Lúcia Fatorelli, coordenadora-geral da ONG Auditoria Cidadã da Dívida. Ela ainda apontou que a explosão da dívida pública estaria mais ligada à política econômica que aos custos da Previdência.

O Sindilegis tem acompanhado as discussões sobre o tema na Comissão. Na audiência, estavam presentes os diretores Paulo Cezar Alves e Magda Helena Tavares.

Deixe seu comentário