Sem título

“É preciso termos esperança no futuro e força para lutar por ele”, afirma Petrus Elesbão em Sessão solene pelo Dia do Servidor

Requerido pela Deputada Erika Kokay, ato mostrou união de entidades e parlamentares para enfrentar as próximas reformas que estão na pauta do Governo

Parlamentares, servidores, dirigentes do Sindilegis e de entidades representativas de classe prestigiaram a Sessão solene, realizada na manhã desta quinta-feira (24), em homenagem ao Dia do Servidor Público, no plenário Ulysses Guimarães da Câmara dos Deputados. A Sessão, solicitada pela Deputada Erika Kokay (PT-DF), faz parte da programação preparada para comemorar o dia 28 de outubro. O presidente do Sindilegis, Petrus Elesbão, foi um dos integrantes da mesa.

A reforma da Previdência, que foi aprovada pelo Senado Federal na última quarta-feira (23), a reforma administrativa e a estabilidade do servidor público foram alguns pontos abordados por quase todos os parlamentares, como os deputados Edmilson Rodrigues (PSOL-PA), Mauro Benevides Filho (PDT-CE), Hildo Rocha (MDB-MA) e Professor Israel Batista (PV-DF), que subiram à tribuna para prestar homenagens à categoria.

O presidente do Sindilegis, Petrus Elesbão, afirmou que não restam dúvidas de que os servidores públicos de carreira constituem o ativo mais valioso e mais estratégico, pois são o único fator na administração pública que não se substituem com facilidade. “Os servidores públicos são trabalhadores que escolheram livremente, em algum momento de suas vidas, o ofício do ‘bem servir’. Seu trabalho diário, dia a dia, mês a mês, ano após ano é prestar um bom atendimento às demandas que surgem da e na sociedade. E o fazem nas mais diversas áreas: em escolas, hospitais, repartições públicas, departamentos de segurança, no Congresso Nacional”, afirmou.

Elesbão ainda lembrou em seu discurso que a demissão do servidor já está prevista na Constituição e que a estabilidade é não é benéfico, mas condição necessária pro exercício da função.

Kokay afirmou que é o servidor público o responsável por levar serviços de extrema importância para a população nos quatro cantos do Brasil, independentemente de ideologias políticas: “Quando falamos de políticas públicas estamos falando de serviço público e, consequentemente, de servidores e servidoras públicas, que todos os dias, em todos os cantos deste país, estão exercendo a condição de assegurar a liberdade a um ser humano que, muitas vezes, está sob os escombros de uma sociedade tão desigual. Por isso, merecem todas as nossas homenagens”.

Estiveram presentes representantes de entidades como o Fórum Nacional de Carreiras Típicas de Estado (Fonacate), a Central Única dos Trabalhadores (CUT), o Sindicato dos Servidores Públicos Federais no DF (Sindsep), a Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal (Condsef), a União dos Analistas Legislativos da Câmara dos Deputados (Unalegis), além da diretoria em peso do Sindilegis.

Deixe seu comentário