img-18-01-2018-5a60e617f0910

Em pouco mais de um mês, campanha #SeVotarNãoVolta já alcançou quase 300 mil pessoas nas redes sociais


A
campanha #SeVotarNãoVolta, realizada pelo Sindilegis contra a reforma da
Previdência e divulgada nas redes sociais, já alcançou mais de 300 mil pessoas
nas redes sociais até janeiro deste ano. O vídeo principal traz um jingle
combatendo a reforma da Previdência. Além disso, esclarece as mentiras que o
Governo tem disseminado para tentar convencer a população de que os servidores
públicos seriam privilegiados, enquanto, na verdade, privilegiados são os
grandes empresários, os sonegadores, os políticos corruptos e os banqueiros.

A
campanha possui também outros três vídeos. O primeiro deles traz o presidente
Michel Temer, que se aposentou aos 55 anos e ganha um salário de mais de R$ 30
mil. O vídeo diz ainda que o Governo perdoa
dívidas de bancos e de grandes empresas, premia sonegadores e faz vista grossa
para a corrupção, passando para os trabalhadores a conta de tudo isso.

O
segundo vídeo fala sobre o Deputado e atual Ministro da Secretaria de Governo,
Carlos Marun, que se declarou a favor da reforma em troca do ministério do qual
está à frente. Além disso, o Deputado é réu em
processo de improbidade por desviar R$ 16,6 milhões de dinheiro público.

O
último vídeo trata sobre o caso do Ministro da Fazenda Henrique Meirelles, que diz acreditar no Brasil, mas investe os príprios
recursos em paraísos fiscais e que foi Presidente do Conselho da JBS, empresa
de Joesley Batista que deve quase R$ 2 bilhões ao INSS. O Ministro também se
aposentou cedo, aos 57 anos e recebe R$ 200 mil de aposentadoria.

Os
três vídeos juntos tiveram um alcance de quase 330 mil pessoas, sendo
visualizados quase 200 mil vezes. O presidente
do Sindicato, Petrus Elesbão, enfatiza que o Governo tem investido milhões do
dinheiro público para produzir uma campanha publicitária nefasta e mentirosa, a
fim de dizer que os servidores são os privilegiados do país e os vilões da
Previdência. Não vamos deixar que o servidor público, que trabalha em prol do
crescimento e do desenvolvimento do País, pague essa conta.

Confira aqui os vídeos da campanha.

Tags: No tags

Deixe seu comentário