Aula de dança

#FicaADica, #FicaEmCasa: para a quarentena, muita dança!

 

O Sindilegis preparou sugestões de aulas de dança virtuais para os filiados cuidarem da saúde do corpo e da mente

 

O ditado popular diz: “quem canta seus males espanta”. Podemos dizer que quem dança também. Além de ser uma expressão artística, a atividade coloca o corpo em movimento e traz inúmeros benefícios para a saúde física e mental. Muitas modalidades são praticadas em par ou em grupo, mas existem diversas possibilidades de dançar sozinho. Com as academias e as escolas de dança fechadas e sem previsão de volta, a solução é inovar. Por isso, o Sindilegis preparou um #FicaADica, #FicaEmCasa com aulas de dança virtuais.

 

Os vídeos tem opções para os diversos estilos como dança de salão, dança do ventre, zumba, fit dance e balé. As lives também são voltadas para todas as idades. Basta ter uma rede wi-fi, reservar um espaço, usar uma roupa confortável e colocar o corpo em movimento. Confira aqui.

 

O educador físico Ademir Borges enumerou os benefícios que a dança pode trazer. “Melhora a flexibilidade, a coordenação motora, o equilíbrio, a função cardiorrespiratória, a circulação sanguínea e libera a endorfina no organismo”, afirmou. A endorfina é uma substância produzida pelo cérebro durante e após a prática de uma atividade física que traz a sensação de bem-estar e alegria.

 

Conforme destacou Ademir, o exercício ajuda a reduzir o estresse e a combater a ansiedade. “Os movimentos coordenados conectam corpo e mente por exigir que todos os grupamentos musculares entrem em sintonia com o cérebro”, explicou.

 

E para quem quer perder calorias, a dança também ajuda a emagrecer. “A prática aumenta o gasto calórico. Se estiver associada a uma boa alimentação é possível chegar ao resultado de emagrecimento”, ressaltou o profissional, que também é professor de dança.

 

2 Responses

Deixe seu comentário