Ioga 3a idade

#FicaADica, #FicaEmCasa: prática de ioga traz benefícios para a terceira idade

Atividade física leve e calmante mantém corpo e mente em equilíbrio

 

A prática de atividades físicas regulares é essencial para a saúde e o bem-estar. E a terceira idade é um estágio da vida que requer cuidados. Neste momento de isolamento social em que os exercícios em grupo estão suspensos para evitar o contágio pelo coronavírus, a ioga é uma excelente opção para os idosos manterem o corpo em movimento em casa. Confira o #FicaADica, #FicaEmCasa de hoje sobre essa atividade física que traz uma série de benefícios para quem já passou dos 60 anos e deseja um envelhecimento saudável.

 

A ioga utiliza o peso do próprio corpo e trabalha a respiração. A prática também funciona como meditação e relaxamento para o cérebro. Por isso, a atividade promove a qualidade de vida física e mental. Entre os benefícios estão o fortalecimento dos músculos, das articulações e dos ossos; o aumento da flexibilidade; o alívio de dores crônicas, a melhora da concentração; além da redução do estresse e da ansiedade. Os exercícios podem ser grandes aliados para garantir um envelhecimento saudável.

 

Fortalecimento dos ossos – A osteoporose é um dos problemas de saúde mais comuns na terceira idade. A patologia degenera progressivamente os ossos tornando-os mais fracos, o que deixa os idosos mais suscetíveis a fraturas. Por se tratar de um exercício isométrico de sustentação de peso, a ioga trabalha diretamente o fortalecimento dos músculos e ossos. A atividade também é benéfica para a redução de dores crônicas.

 

Prevenção de quedas – Com o passar dos anos, o corpo vai perdendo a flexibilidade. Alguns movimentos que antes eram fáceis de fazer, depois de uma certa idade, se tornam difíceis, o que pode levar a quedas e lesões. A ioga trabalha diversos exercícios que diminuem o risco de queda, muito comum entre os idosos. Atividades direcionadas aos olhos auxiliam na saúde da retina, contribuindo para que o idoso enxergue melhor degraus, obstáculos e altura, além de dar mais segurança no pisar. Exercícios de flexibilidade dos pés, dos joelhos e da coluna vertebral resultam em melhor sustentação, postura e equilíbrio do corpo. Atividades de fortalecimento muscular proporcionam manutenção da posição correta dos joelhos, nivelação da bacia e melhora das articulações dos membros inferiores. Exercícios direcionados à postura trabalham a flexibilidade da coluna vertebral, melhorando a postura, dando mais conforto e equilíbrio.

 

Redução da ansiedade e do estresse – Os exercícios da ioga trabalham sistematicamente a respiração e a meditação. Ambos contribuem para a melhora da qualidade de vida e redução da ansiedade e do estresse, mantendo o corpo e a mente em equilíbrio. Além disso podem evitar até mesmo, o risco de Alzheimer e depressão.

 

Sensação de relaxamento e melhoria da qualidade do sono – A sensação de relaxamento causada pelos exercícios diminuem a produção de hormônios como cortisol e adrenalina, responsáveis pelo estresse, e proporciona uma melhor qualidade do sono e uma diminuição da pressão arterial.

 

Melhora da capacidade cognitiva e memória – Por meio da repetição de movimentos, a prática potencializa as capacidades cognitivas, melhorando a concentração e a memória. Dessa forma, os exercícios amenizam os efeitos da idade e o cérebro se mantém em pleno funcionamento.

 

Integração do corpo, da mente e do espírito – A ioga exercita também a dimensão espiritual por meio de exercícios de meditação, e expansão corporal e energética, colocando corpo e mente em equilíbrio e integração, diminuindo os impactos de depressão e do isolamento.

 

One Response

Deixe seu comentário