site analise

NOTA DE ESCLARECIMENTO

Serviço de análise de contratos oferecido pelo Sindilegis não visa liberar empréstimo ou margem consignável

Desde o início do ano, o Sindilegis oferece um benefício de análise de contratos de empréstimos consignados a fim de encontrar vícios e, eventualmente, reaver valores cobrados de maneira indevida. O serviço não trata sobre liberação de empréstimo, tampouco tem qualquer relação com a margem consignável – aumento ou liberação acima do valor previsto em lei de 30%.

O Sindilegis alerta os servidores a ficarem atentos com serviços oferecidos por advogados ou empresas que prometem liberação de margem consignável além do limite estabelecido em lei.

O golpe funciona assim: As pessoas são atraídas por meio de uma oferta de empréstimos consignados, mesmo já tendo utilizado o limite da margem, mediante o pagamento de percentuais exorbitantes sobre os novos empréstimos por ventura obtidos. Com os documentos em mãos, advogados entram na justiça pedindo a suspensão dos descontos mensais já existentes em folha de pagamento ou mesmo o aumento da margem consignável acima do limite permitido por lei. Quando a liminar é obtida, a financeira faz um novo empréstimo para a pessoa interessada. Após a descoberta da fraude, a liminar é cassada e o interessado tem que pagar tanto o que já devia quanto o novo empréstimo.

Ao passo em que a liminar é cassada, como não é possível ao órgão pagador descontar valores acima da margem consignável permitida por lei, o tomador do empréstimo fica inadimplente com o pagamento do valor obtido e, muito provavelmente, terá seu nome negativado junto aos órgãos de proteção ao crédito, sem prejuízo de uma eventual ação de cobrança movida pela financeira.

Essa prática tem levado muitas pessoas a uma situação de endividamento excessivo ou mesmo penúria. É preciso ficar muito atento a isso.

Entenda a análise de contratos

O serviço ofertado pelo Sindilegis consiste na verificação, por consultor especializado, dos contratos de empréstimos consignados já firmados pelo servidor para, caso sejam constatadas irregularidades ou abusos, requerer judicialmente valores cobrados indevidamente.

O Sindilegis reforça a importância de os servidores buscarem adquirir uma boa educação financeira. Nesse sentido, oferece por meio do SICOOB, cursos de gestão de finanças e consultorias que podem auxiliar qualquer servidor na busca por uma vida financeira equilibrada.

Saiba Mais!
http://bit.ly/2N3McEq

 

Deixe seu comentário