Graças à pressão de entidades como o Sindilegis, muitos parlamentares do Distrito Federal já manifestaram ser contrários à PEC 287/2016


Metade dos deputados do Distrito Federal é contra a PEC 287/2016 (reforma da Previdência). Foi o que constatou a pesquisa realizada pelo Sindilegis junto aos gabinetes dos parlamentares. Dos oito deputados da capital federal, quatro já firmaram posição contrária à proposta; um se disse favorável, enquanto três preferiram não manifestar opinião.  

Entre os parlamentares que são contra a reforma estão: Erika Kokay (PT), Rôney Nemer (PP), Ronaldo Fonseca (PROS) e Augusto Carvalho (SD). O Deputado Rogério Rosso (PSD) não se manifestou de forma clara; já Izalci Lucas (PSDB), Laerte Bessa (PR) e Alberto Fraga (DEM) preferiram não se manifestar. 

Para o presidente do Sindilegis, Petrus Elesbão, a larga rejeição da reforma da Previdência no Distrito Federal demonstra a força da atuação das entidades. “Estamos todos engajados em barrar essa proposta. Nosso trabalho de mostrar para o público do Distrito Federal o rosto daqueles que pretendem acabar com a aposentadoria dos trabalhadores tem surtido um efeito positivo e iremos continuar”, assegurou Elesbão. 

Os deputados que são contra a reforma ainda gravaram vídeo para formalizar a rejeição à PEC. Confira abaixo, clicando no nome de cada parlamentar.

- Deputada Erika Kokay

- Deputado Rôney Nemer

- Deputado Ronaldo Fonseca

- Deputado Augusto Carvalho

- Deputado Rogério Rosso


Tags: pesquisa; previdencia; reforma



Ver todas as notícias