Apoiado pelo Sindilegis, o evento está aberto para o público até 30 de outubro, gratuitamente, na Biblioteca da Casa

Em comemoração ao Dia do Servidor, celebrado no dia 28 de outubro, aconteceu nesta terça-feira (20) a abertura da exposição coletiva "Novos olhares", que toma o espaço da Biblioteca do Senado Federal para mostrar o resultado do ensaio fotográfico da turma do Curso de Introdução às Técnicas Básicas de Fotografia Digital, realizado no primeiro semestre de 2015, no Senado. Os expositores são os servidores e artistas: Andrea Bakaj, Elaine Ricevich, Ana Claudia Badra, Fabiana Queiroz, Helena Celeste Vieira, Isis Marra, Iza Santos, Jacson Bittencourt, Josias Neves, Mariana Teixeira, Marília Marra, Mário Simões, José Lourenço Mourão e Sandra Peixoto.

Para o vice-presidente do Sindilegis para o Senado, Petrus Elesbão, o evento é fruto do interesse cultural que esses servidores têm. “Nós, como entidade representativa, vamos sempre apoiar esses espaços e eventos que dão abertura para que o servidor mostre o engrandecimento profissional, mas também a sua busca pessoal pelo desenvolvimento cultural”, destacou.

Segundo a curadora da exposição, Ana Claudia Badra, a mostra demonstra a multiplicidade, diversidade e singularidade da produção da fotografia, que comporta de modo não excludente as mais variadas formas de manifestação artística. “São fotografias em diversas ações propositivas. Cada trabalho que faz parte dessa exposição traz uma palavra, um verbo e um olhar como potência e latência de um pensar estritamente ligado às ações do fazer, como uma palavra-chave que possibilita a passagem de um universo a outro”, comentou.

A diretora geral do Senado Federal, Ilana Trombka, esteve na abertura e afirmou a importância dessa atividade. “O que queremos é um novo olhar sobre o Senado. Que a gente traga para cá outros talentos, além dos relacionamentos ao trabalho. Esse é o nosso time. Esse é o nosso Senado”, enalteceu.

O professor de fotografia e servidor da Casa, João Rios, lembrou que começou por curiosidade, lendo revistas, fazendo cursos e workshops sobre fotografia e dando aula para familiares. Depois disso, diversos colegas o procuraram para aprender mais sobre a arte e ele se orgulha que atualmente tem ex-alunos premiados. “Um curso como este humaniza relações. Ainda que alguém não saia daqui com total conhecimento sobre fotografia, certamente já valeu a pena pela amizade e pelos bons momentos que construímos juntos”, afirmou.

A partir da exposição, um livro, homônimo ao projeto será lançado entre os servidores incluindo as fotos das duas turmas que já se formaram no curso.

A exposição vai até o dia 30 de outubro, entre 8h30 e 18h30 e é gratuita.

 


Ver todas as notícias