Pesquisa do próprio partido do governo mostrava maciça discordância da população à PEC 287/16. Data Folha também averiguou a desaprovação dos brasileiros quanto à Proposta

Em enquete realizada no site do PMDB (pmdb.org.br), partido do Presidente Michel Temer, ficou clara a desaprovação pública em relação à reforma da Previdência. Dos participantes, 96% dos votantes foram contrários à PEC 287/16 (dados de 15/05, 19h). Essa porcentagem equivale a 41.390 votos, contra apenas 2% que são a favor e 1% que preferiram não opinar. No total, foram 42.913 votos.

A pesquisa foi retirada do ar no dia seguinte. A Redação do Sindilegis tentou contato com a assessoria do PMDB para saber o tempo em que as enquetes permanecem no ar, mas não obteve resposta. 


A Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 287/16 tem sido amplamente contestada pelas entidades de classe e pelos trabalhadores brasileiros tendo sido, inclusive, motivo para a paralisação geral ocorrida no dia 28 de abril.

Data Folha

A pesquisa do Instituto de Pesquisa Data Folha, divulgada no dia 1º de maio, também confirma a desaprovação. Os dados mostram que 7 em cada 10 brasileiros são contrários à reforma da Previdência. Entre as mulheres, a rejeição é de 73%. Entre os brasileiros com ensino superior, 76% disseram “não”.  O segmento com maior porcentagem de cidadãos contrários à Proposta foi o dos servidores públicos, onde 83% são contra a aprovação da PEC 287/16. 


Os 23% que são favoráveis fazem ressalvas. Entre eles, 83% discordam do tempo necessário para se aposentar com integralidade, 27% não concordam com a idade mínima de 65 anos para homens e 25% se opõem à proposta de que a idade mínima para a aposentadoria das mulheres seja de 62 anos.


Ver todas as notícias