Evento reuniu especialistas em homenagem ao Dia do Bibliotecário e é resultado de uma parceria entre Câmara, Senado e Sindilegis

Qual o potencial transformador que as bibliotecas têm na sociedade? Como estes espaços contribuem para a democratização do conhecimento? Estas foram algumas questões levantadas nesta segunda-feira (12), na Câmara dos Deputados. O seminário Transformando Bibliotecas, Transformando Sociedades foi realizado no auditório Nereu Ramos e reuniu especialistas da Biblioteconomia e Tecnologia da Informação de todo o Brasil, autoridades do Congresso Nacional, parlamentares e profissionais da educação.

O evento foi realizado em conjunto pelas bibliotecas da Câmara e do Senado com o apoio do Sindilegis e marca as comemorações em homenagem ao Dia do Bibliotecário. A diretoria do Sindicato esteve presente em peso na solenidade, com as presenças do presidente, Petrus Elesbão, o vice-presidente Paulo Cézar Alves e os diretores Magda Helena e Raimundo Nonato Freitas. 

Na ocasião, Paulo Cézar exaltou o trabalho realizado pelos servidores bibliotecários. “Os processos legislativos não andam sem o trabalho feito pelas bibliotecas do Congresso. Mais que guardar e documentar o trabalho realizado, elas contribuem diariamente para a manutenção da transparência destes dados”, avaliou.  

O presidente Petrus Elesbão fez questão de parabenizar Mônica Rizzo e Janice Silveira, responsáveis pelas bibliotecas do Senado e da Câmara respectivamente, pelo trabalho na realização do seminário: “Vocês merecem todo o reconhecimento por este dia”.

Durante o evento foi discutida, principalmente, a necessidade de políticas públicas de valorização dos espaços públicos destinados à leitura. A professora da UNIRIO Elisa Machado reforçou a necessidade de um acompanhamento parlamentar por parte da população, a fim de que se cobre a inclusão de pautas relacionadas ao incentivo à cultura e à educação em suas agendas políticas. “Nós temos que acompanhar e monitorar tudo isso porque se o Governo libera orçamento para a construção das bibliotecas públicas e elas estão fechadas, há algo errado”, analisou. 

Estiveram presentes na mesa de abertura, o Corregedor Parlamentar da Câmara dos Deputados, o deputado federal Evandro Gussi (PV/SP); o diretor legislativo da Câmara, Afrísio Vieira Lima; o diretor-geral adjunto do Senado Federal, Márcio Tancredi; o diretor do Conselho Federal de Biblioteconomia, Raimundo Martins; a diretora da Secretaria de Gestão e Documentação do Senado, Dinamar Rocha; o diretor do Centro de Documentação e Informação da Câmara dos Deputados, André Freire; representando a Diretoria-Geral da Câmara, Guilherme Falcão; e o deputado distrital Reginaldo Veras (PDT/DF).  



Ver todas as notícias