Além de troféu, o campeão recebeu premiação em dinheiro


O servidor Lucas Santa Ana confirmou sua boa atuação derrotando o adversário Jeffrey Couto por 2 sets a 0, parciais de 6/0 e 6/0, no duelo pela final da segunda classe- masculino de simples. O jogo integrou a 2ª edição do Torneio RC Open de Tênis da ASTCU, que ocorreu entre os dia 22 e 30 de setembro nas dependências do clube da associação. Além de troféu, o campeão recebeu premiação em dinheiro. 

Durante a partida, Santa Ana, que pratica o esporte desde os 11 anos, demonstrou supremacia sobre Couto, conduzindo a disputa sem dificuldades. “O jogo da final foi atípico. Meu adversário não jogou tão bem quanto poderia jogar. Acontece no tênis. Que ele possa voltar e que continuemos a treinar em busca de voos maiores”, sinalizou o tenista do TCU. 

Ele ainda avaliou como de grande relevância a iniciativa da ASTCU em promover torneios de tênis. “Observo que o clube está investindo muito pesado nessa área esportiva. Eu participei de um torneio de beach tennis e há outros como o de futebol, o de voleibol. Tudo isso só traz benefícios para associados e demais servidores, que contam com o privilégio de ter contato com esses esportes e de ficar mais saudáveis”, ressaltou. 

Por sua vez, o servidor e filiado ao Sindilegis Marcelo Klimkievicz e Eleuza Felipe abriram 6/1 no placar do primeiro set, sob um sol escaldante. No segundo, porém, ocorreu um imprevisto: a parceira do tenista machucou-se e abriu mão do set. No super tie-break, conquistaram a medalha de segundo lugar para o TCU, representando a categoria “B” - dupla mista.

“Neste ano, o torneio contou com mais participantes e o nível estava bastante elevado. Eu e a colega tenista fomos para a luta e conseguimos trazer bons resultados. Parabéns à ASTCU e à organização por promover um torneio bem estruturado e de visibilidade. Ganham os servidores do tribunal”, pontuou Klimkievicz.


Torneio RC Open de Tênis 

A cerimônia de abertura da segunda edição do torneio de tênis da ASTCU, cujo objetivo principal foi estimular a confraternização no período anterior aos jogos, contou com 230 inscrições contra 153 no ano passado. Na ocasião, além de sorteio de brindes, houve apresentação de música ao vivo, em formato voz e violão, com o cantor Jonas Santos.  Além disso, o organizador, Ricardo Caetano, anunciou a disponibilização de 24 vagas no campeonato destinadas a jovens carentes da Escola Parque Anísio Teixeira, na Ceilândia Sul; e do Riacho Fundo, em uma ação promovida pelo Sargento Rossi. Vale ressaltar que os atletas doaram diversos artigos relacionados ao tênis para ambas as instituições.

Na mesma noite, a ASTCU, por meio do RC Open, prestou homenagem ao tenista Hayrton Barbosa Ferreira (Hayrton Bowl). Aos 75 anos de idade, ele ocupa o nono lugar no ranking mundial da categoria sênior da Federação Internacional de Tênis (ITF). Além disso, já promoveu 120 competições entre 1980 e 1994.

Com resultados expressivos, também atuou como coach de grandes nomes do tênis como Ricardo Acioly (Pardal) e Carlos Chabalgoity (Chapecó). Ambos já foram capitães da Copa Davis, sendo que Acioly é ex-técnico de Fernando Meligeni e comentarista do SporTV. “Fico muito feliz por ter sido homenageado, mas quero elogiar o esforço do Ricardo Caetano. Ele desenvolve um trabalho sério e tenho o maior respeito por quem promove torneios, pois, por meio deles, são revelados talentos. E realizar torneios é uma tarefa árdua. Tem de se dedicar, se doar”, afirmou o veterano.

Na oportunidade, o presidente Alison Souza fez um breve pronunciamento.  “Tenho a honra de presidir a ASTCU e quero dizer que é uma grande alegria realizar esse torneio no nosso clube, pois ele estimula a prática de esporte, o congraçamento e ainda promove a inclusão social. Parabéns aos atletas do TCU e aos demais participantes”, comemorou. 

Categorias

Segundo Ricardo Caetano, as categorias foram divididas por nível técnico. As classes masculinas englobam da primeira (mais forte) até a quinta classe, que contempla principiantes. Já as femininas foram divididas entre primeira e terceira classes e iniciantes. E a infantojuvenil entre 12 e 18 anos. Além das categorias de duplas mistas “A” e “B”. A “A” inclui atletas da primeira e da segunda classe. E a “B” é composta por  jogadores de terceira e quarta classes. Vale lembrar que o RC Open trouxe em si um conceito de igualdade ao premiar homens e mulheres da mesma maneira, algo inovador em Brasília.

O torneio contou com o apoio de patrocinadores e com o auxílio do quiropraxista Leonardo Nunes, cujo serviço oferecido aos atletas para atenuar dores musculares bombou! Para mais informações sobre o tênis da ASTCU, entre em contato com Daniel Dantas, gestor da barragem, pelo telefone: (61) 99318-8300. Contato de Nunes: (61) 99931-5910. 


Ver todas as notícias