Candidato ao Senado Federal afirmou que é necessária uma reforma no Estado e defendeu que direitos adquiridos dos servidores não sejam revogados

Na tarde da última quarta-feira (19), o Sindilegis recebeu o deputado federal Izalci (PSDB-DF) e candidato ao Senado para as Eleições 2018, com o objetivo de discutir o futuro das reformas previdenciárias, tributárias e trabalhistas no País e os projetos que impactam os servidores do Legislativo e do TCU.

Na reunião, o presidente do Sindilegis, Petrus Elesbão, externou a preocupação do Sindicato em relação à última proposta de reforma da Previdência, apresentada no formato da PEC 287/16, que iria impactar todos os servidores de maneira agressiva. “Os valores sobre a Previdência que o Governo divulgou foram totalmente manipulados. Além disso, conduziu toda a construção do texto da PEC sem respeitar a segurança jurídica, sem propor transição de integralidade e paridade dos servidores. Fomos considerados os culpados por um déficit, comprovado pela CPI da Previdência que não existe. No final das contas, o Governo não editou nenhuma medida ou proposta para conter o real problema do nosso País, que é o desvio do dinheiro público”.

O deputado Izalci concordou, afirmando que houve uma série de erros na elaboração do texto da reforma. “Primeiro de tudo: antes de reformar, é preciso dar exemplo. É muito fácil fazer para os outros sem antes olhar para si mesmo. O que faltou foi ‘cortar na carne’ de quem propôs. Segundo, o direito adquirido é regra e deve ser respeitado; o servidor não pode ser prejudicado em detrimento de interesses pessoais de terceiros, principalmente se já tiver esse direito como garantia. É preciso uma reforma? Na minha visão, sim. Mas com cautela, estudo e muito diálogo”, alertou.

Na ocasião, o candidato reforçou, também, que é preciso simplificar o sistema tributário e defendeu uma reforma de ajuste fiscal no Brasil com urgência. “Ele [o sistema tributário] é complexo. A carga tributária é muito alta no País”, finalizou.

O Sindilegis tem recebido candidatos à Câmara dos Deputados e ao Senado Federal para discutir propostas de interesse do servidor, buscando esclarecer as principais preocupações e as necessidades da categoria para os próximos quatros anos. 



Tags: Izalci; parlamentar, visita, reforma, reformas



Ver todas as notícias