Segunda edição do evento, que se sagrou a terceira maior franquia do mundo, reuniu mais de 100 mil pessoas


O vice-presidente do Sindilegis Paulo Cezar Alves realizou a premiação da equipe vencedora do Parlathon, maratona de programação organizada pelo Senado Federal e pela Câmara dos Deputados no Campus Party Brasília. A Equipe 31337, de Brasília, recebeu das mãos de Paulo Cezar três tablets, por ter desenvolvido um aplicativo que mostra uma trilha legislativa. 

“O Sindilegis apoiou a Câmara e o Senado neste evento por acreditar que é uma oportunidade de tornar o trabalho desenvolvido pelos servidores mais conhecido pela sociedade, além de dar mais transparência no que é feito no âmbito das Casas Legislativas”, avaliou o vice-presidente do Sindilegis. 

O Parlathon reúne hackers, desenvolvedores, programadores, designers, inventores e empreendedores interessados em competir numa maratona tecnológica para o desenvolvimento de aplicativos móveis ou web-responsivos que possibilitem ao cidadão comum: visualizar, compreender, acompanhar, mensurar e/ou projetar a tramitação de um ou mais projetos de lei.

De acordo com a equipe vencedora, o aplicativo para celular foi desenvolvido em 36 horas e permite uma visualização descomplicada da tramitação dos projetos dentro das Casas. 

Para Danilo Lemes, líder da Equipe 31337, a maior dificuldade para desenvolver o aplicativo foi compreender o processo legislativo. “Nós perdemos tempo tentando entender a tramitação de um projeto de lei. Uma Casa inicia, a outra revisa, tem veto, não tem veto. Além disso, a gente encontrou muitos problemas na hora de puxar os dados. Apesar de representarem a mesma coisa, os dados das duas Casas são [oferecidos] de forma totalmente diferente. Vincular os dois é muito difícil”, disse.

Além de Danilo, fizeram parte da equipe vencedora Daniel Sousa e Abner Lucas. Os três são da área de análise e desenvolvimento de sistemas. Danilo e Daniel já trabalham, Abner é ainda estudante.

Com informações do Senado Notícias



Ver todas as notícias