BannerdeSite_600pxX400px

Para proteger filiados e colaboradores, Sindilegis atenderá apenas por telefone a partir de segunda-feira (23)

Devido à pandemia do coronavírus, Sindicato já havia adotado atendimento remoto nesta semana, mas mantinha regime de plantão para atendimentos presenciais em todas as áreas

 

Com o crescimento exponencial dos casos de coronavírus no Brasil e no Distrito Federal observado nos últimos dias – já são 42 casos confirmados em Brasília, sendo pelo menos 5 com transmissão local e 325 casos em investigação – a Diretoria do Sindilegis decidiu manter apenas o atendimento por telefone a partir de segunda-feira, 23 de março. A medida tem o objetivo de proteger os filiados e os colaboradores do Sindicato e vai de encontro às orientações do GDF e do Ministério da Saúde. Até o momento, é consenso entre especialistas que o isolamento domiciliar é a estratégia mais eficaz para conter o avanço das contaminações pelo vírus e resguardar os grupos de risco.

 

“Fazemos um apelo a todos e todas para que fiquem em casa. Infelizmente nem todos terão essa alternativa, mas aqueles que têm, por favor, façam isso em nome da coletividade. Não há motivo para pânico, mas nós precisamos conter o avanço do vírus para que o sistema de saúde seja capaz de tratar os casos mais graves. Além disso, é necessário se proteger para não contaminar as pessoas que amamos e são mais vulneráveis à doença. O coronavírus é extremamente contagioso. Depois de contrair o vírus é muito difícil não infectar ninguém”, disse o presidente Petrus Elesbão, ressaltando que todos precisam fazer a sua parte.

 

Consulegis

A Consulegis reagendará os atendimentos presenciais tão logo o risco de contágio se mostre menor. No entanto, aqueles que estiverem com prazos processuais emergenciais serão atendidos, se assim desejarem. Os advogados estarão à disposição dos filiados para qualquer orientação jurídica por telefone, WhatsApp ou videoconferência.

 

Odontolegis

A Odontolegis, reinaugurada nesta semana, estava atendendo apenas casos de emergência, conforme orientação do Conselho Regional de Odontologia. No entanto, os atendimentos foram suspensos nesta quinta-feira (19), pois os equipamentos de segurança para profissionais e pacientes estão provisoriamente em falta no mercado.

 

“Há uma demanda muito grande por máscaras adequadas e produtos de esterilização. Clínicas e até mesmo hospitais estão enfrentando dificuldade para repor seus estoques. Não podemos colocar em risco a saúde dos profissionais e dos pacientes e é necessário priorizar nesse momento o combate ao vírus. Isso é primordial para a segurança e bem-estar de todos”, defendeu a Dra. Elci Saggioro, responsável pela administração da Odontolegis.

 

Em casos urgentes os filiados poderão buscar atendimento na rede credenciada à Hapvida, que pode ser consultada no site e aplicativo no celular. Dúvidas podem ser tiradas pelos números 4002-2722 para capitais (opção 3), ou 0300-313-9094 nas regiões metropolitanas.

 

Trabalho remoto: Sindilegis não para!

Durante esse período, o Sindilegis permanecerá em funcionamento. Nossas equipes continuarão trabalhando remotamente e os filiados poderão buscar informações e atendimento por telefone, e-mail, redes sociais, WhatsApp e até mesmo videoconferência, caso prefiram.

 

“O trabalho continua e queremos que cada filiado saiba que estamos prontos para ajudar no que for necessário. Não hesitem em nos procurar caso precisem de qualquer auxílio, inclusive em relação ao coronavírus. Estamos criando uma rede de solidariedade para dar apoio aos colegas que, por ventura, contraiam a doença e precisem de ajuda. Contem com o Sindilegis”, afirmou Petrus.

 

Os filiados podem buscar atendimento pelos números:

 

– Geral: (61) 3214-7300

– Presidência: (61)  99932-9245 – [email protected]

– Administrativo: (61) 99692-2522 – [email protected]

– Benefícios: (61) 99824-8528 – [email protected]

– Jurídico: (61) 99964-9591 – [email protected]

– Defesa do Servidor: (61) 99658-0546 – [email protected]

– Comunicação: (61) 98248-8541 – [email protected]

– Ouvidoria: (61) 98156-8381 – [email protected]

Deixe seu comentário