DSC_0432

Sindilegis acerta próximos passos com as entidades sobre a reforma da Previdência

Em reunião do Fonacate, o Sindilegis apresentou sugestões para que a luta para aprovação das emendas à PEC 6 ganhe ainda mais força

As reuniões estratégicas para resguardar os servidores dos malefícios propostos pela PEC 6/2019, que trata da reforma da Previdência, têm disso cada vez mais frequentes. Na tarde desta terça-feira (4), o Sindilegis e as entidades do Fórum Nacional Permanente das Carreiras Típicas de Estado (Fonacate) se reuniram para avaliar os trabalhos desenvolvidos até o momento e definir quais serão os próximos passos para garantir a mudanças reforma.

O presidente do Sindilegis, Petrus Elesbão, chamou atenção para atual composição parlamentar na Câmara dos Deputados. De acordo com ele, os novos deputados estão sendo convencidos que a melhor alternativa para a economia é fragilizar o serviço público e os servidores e esse mito precisa ser desmistificado.

“Os novos parlamentares estão chegando com a mentalidade de que é preciso fazer política e corresponder ao que eles acreditam ser o apelo popular. Mas precisamos trabalhar para convencê-los que fragilizar os serviços públicos não é o melhor para o País”, declarou Elesbão.

O presidente do Sindilegis também avaliou que as estratégias de comunicação adotadas até aqui pelo Fonacate têm surtido efeito, mas pontuou que é preciso, dentro das possibilidades, fazer um pouco mais para combater as inverdades disseminadas pelo Governo.

A diretora parlamentar do Sindilegis, Magda Helena, também participou do encontro e sugeriu que fosse feito um trabalho de engrandecimento dos senadores que votaram a favor da MP 871/19, que estão sendo classificados como favoráveis a fraudes na Previdência. Segundo a diretora, “é preciso levar o nomes desses doze e engrandecê-los nos estados, mostrando que eles foram favoráveis à população”, definiu.

Sindilegis é eleito vice-presidente do Fonacate

A reunião ainda foi palco para escolha do novo vice-presidente do Fonacate. O presidente do Sindilegis disputou a vaga com o presidente da Auditar, Wenderson Moreira, e venceu por 14 votos a 3.

Em seu discurso, Elesbão destacou a importância do Sindicato compor a diretoria do Fórum, em virtude da capilaridade e força da entidade junto às Casas Legislativas. A escolha do presidente do Sindilegis para o cargo foi parabenizada pelos presentes.

Tags: No tags

Deixe seu comentário