Web

Sindilegis implementa novo modelo de gestão que promete soluções mais criativas e inovadoras para os filiados

Os funcionários estarão concentrados em quatro núcleos de atuação para priorizar as demandas importantes aos filiados

O Sindilegis está inserido em um contexto organizacional dinâmico, que exige atuação rápida e ampla em diversas frentes. Sob esta perspectiva, a Diretoria Administrativa do Sindicato decidiu inovar e implementar um novo modelo de gestão, que vai revolucionar a forma de trabalho interno e especializar o corpo funcional para uma atuação de excelência.

O modelo de gestão levou em conta o que está disposto no artigo 8º do Estatuto do Sindilegis, que versa sobre a “razão de existir” da entidade. Pela proposta, os funcionários estarão concentrados em núcleos de atividades, que trabalharão estrategicamente para ofertar as melhores soluções nas áreas de: benefícios, defesa do servidor e gestão administrativa.

“Essas áreas estarão concentradas e articuladas para oferecer aos nossos filiados as melhores soluções em produtos e serviços. Deixamos de lado aquela estrutura organizacional e adotamos um modelo que foca naquilo que os filiados necessitam, que será desenvolvido por grupos de especialistas atuando direcionados por um planejamento”, elucidou Alison Souza, diretor administrativo do Sindicato.

O corpo de profissionais do Sindilegis também está trabalhando para construir um Planejamento das Ações que ocorrerão durante o próximo ano. Esse plano tem como principal objetivo entender o que o Sindicato precisa realizar para atender aos anseios da categoria, além de trabalhar previamente para possíveis cenários adversos.

“O que percebemos é que sempre estávamos tentando responder às necessidades do contexto de transformações, mas sem pensar previa e estrategicamente. Com os nossos especialistas divididos por áreas, será possível focar naquilo que queremos atingir e quais ferramentas precisamos para isso”, pontuou o diretor administrativo do Sindilegis.

A mudança na estrutura organizacional começa nesta segunda-feira (26). A previsão é que gere um impacto significativo na forma de atuação do Sindilegis, além de mais organização nos processos e demandas internas.

Confira quais são os núcleos de atuação e as responsabilidades de cada área:

Benefícios: tem o objetivo de coordenar e atuar na melhoria da qualidade de vida, bem-estar e vantagens para os filiados e seus dependentes. Serão traçados diversas ações para garantia de descontos, lazer e eventos de integração;

Defesa do servidor: o núcleo irá acompanhar as demandas que geram impacto na vida laboral do servidor. O grupo é formado por advogados, assessores parlamentares e jornalistas, que trabalharão, de forma articulada, para análise de projetos de lei, informações legislativas e jurídicas. Essa análise subsidiará a formação de juízo técnico e político pela diretoria, e a construção, de forma sistemática e permanente, de canais de diálogo entre seus filiados, a população e as organizações integrantes da sociedade civil;

Gestão administrativa: o grupo irá trabalhar para otimizar custos e gerir da melhor maneira os recursos do Sindilegis. O objetivo é garantir que o Sindicato tenha uma saúde financeira, além de atender as demandas financeiras da melhor maneira possível;

Presidência: visa assessorar o presidente e dar todo suporte necessário na consecução dos objetivos estratégicos do Sindicato. A interlocução entre o Sindilegis e as lideranças das Casas também deverá ser feita por esse grupo.

0
Tags: No tags