71321184_2274593269317110_5502746751431344128_n (1)

Sindilegis participa de lançamento da campanha Outubro Rosa pelo Governo do Distrito Federal

Seguindo o exemplo das Casas que representa, o Sindicato endossa a luta em prol da conscientização sobre o câncer de mama

As ações em prol da conscientização sobre a prevenção ao câncer de mama continuam no Sindilegis. Na tarde da última quinta-feira (03), a diretora de Benefícios do Sindicato, Fátima Mosqueira, participou da solenidade de lançamento do Plano de Ação Conjunta do Outubro Rosa, organizado pela Secretaria da Mulher do Distrito Federal.

O evento foi realizado no Palácio do Buriti, sede do Governo do Distrito Federal, e contou com a presença de diversas autoridades. A iniciativa busca conscientizar a população sobre a importância da realização de exames preventivos periódicos. A Secretária da Mulher do DF, Éricka Filippelli, alertou para o fato de o câncer de mama ser o segundo tipo mais comum da doença entre as mulheres brasileiras. “Sabemos dos desafios que enfrentamos, mas temos a consciência de nossas responsabilidades. Temos papel importante na conscientização do diagnóstico precoce e é preciso encorajar todas as mulheres para o autoexame. As chances de cura são altíssimas”, conclui Ericka.

Fátima Mosqueira, acompanhada pelo presidente da Associação dos Servidores da Câmara dos Deputados – ASCADE, Francisco Morais, reiterou o apoio do SIndilegis à causa. “Nosso Sindicato preparou uma série de ações em função da data. É muito importante que toda a sociedade se mobilize em prol da conscientização da doença. A realização dos exames deve estar inserida em nossas rotinas, uma vez que o diagnóstico precoce aumenta as chances de cura em até 95%”, concluiu.

O lançamento da campanha iniciou, oficialmente, as atividades da Secretaria de Saúde do Distrito Federal relativas ao tema. As unidades básicas de saúde (UBS) e policlínicas estarão de portas abertas para acolher e avaliar pacientes. Todas as regiões de saúde dispõem de mamógrafos, algumas até com mais de um aparelho, com capacidade para receber todas as mulheres alvos da campanha.  A expectativa do órgão é de realizar 100 mil atendimentos até o fim do mês.

Deixe seu comentário