Tudo o que deixamos para trás

#Ficaadica Sindilegis: Na quarentena, livros!

 

Isolamento social pode significar oportunidade de colocar lista de leitura atrasada em dia

 

Com todo o país cumprindo um estado de quarentena, orientado pela Organização Mundial de Saúde em decorrência da pandemia do novo coronavírus, as horas em casa podem parecer mais longas do que o habitual. Na impossibilidade de praticar atividades externas em nome da saúde coletiva, esse é o momento ideal para resgatar ou cultivar um novo hábito: a leitura! Atento a isso, o Sindilegis passa a publicar semanalmente em seus canais de comunicação dicas de livros para seus filiados. Vamos trazer sugestões de leituras de autores contemporâneos, premiados mundo afora. Chegou a hora de tirar a poeira dos livros que estão na estante ou mesmo encomendar novas obras pelos serviços de vendas online (que seguem atendendo ao público), como a Amazon, que disponibilizou mais de 50 mil títulos. Que a maratona literária comece!

Sobre abelhas e família

 

A primeira sugestão da série #ficaadica Sindilegis é “Tudo que deixamos para trás”, da escritora norueguesa Maja Lunde. A obra ganhou o prêmio de melhor livro de 2015 pela Associação de Livreiros da Noruega (Norwegian Booksellers’ Prize 2015), se tornando a primeira obra de uma estreante a ser laureada pela entidade.

A narrativa nos apresenta três personagens que nos conduzem por suas estórias, em primeira pessoa. Os acontecimentos são em lugares e períodos distintos: os anseios de William, um biólogo inglês, que enfrenta a depressão e os distanciamento da esposa e dos filhos, enquanto imagina como construir um novo tipo de colmeia. Já, George, um apicultor estadunidense, que luta para manter sua fazenda, espera que o filho único possa voltar da faculdade e ajudá-lo na recuperação dos negócios; e Tao, uma jovem que vive em um China futurista e trabalha em uma função vital para a humanidade, surgida após o desaparecimento das abelhas do planeta: o de polinização manual. Em suas poucas horas de descanso, ela cuida da educação do filho, sonhando que ele tenha um destino melhor que o seu.

Nessa obra distópica, de tons ecológicos, refletimos sobre os impactos que a humanidade causa à natureza, enquanto assistimos os dramas pessoais dessas personagens que, aparentemente, não têm nenhuma ligação. A força do livro está em contar estórias que nos trazem a delicadeza das relações, entre pais e filhos e com o planeta, e os sacrifícios que fazemos por nossas famílias.

Sobre a autora

Maja Lunde é autora e roteirista norueguesa. Nasceu e cresceu em Oslo, onde vive até hoje com seu marido e três filhos pequenos. Possui mestrado em Mídia e Comunicação pela Universidade de Oslo e escreveu aclamados livros infanto-juvenis. Maja também escreve roteiros para programas de televisão, incluindo o drama Hjem e a série de humor Side om Side, ambas com grande sucesso de audiência. “Tudo Que Deixamos Para Trás” é seu primeiro livro adulto e seus direitos já foram vendidos para mais de 25 países.

 

2 Responses

Deixe seu comentário