52069405690_e65caf3690_c

10 milhões de empresas em 10 anos, promete Pablo Marçal

Pré-candidato ao Planalto disse que a polarização política trava o Brasil, sugerindo o investimento na digitalização do país e nas profissões do futuro

 

Com a promessa de criar 10 milhões de novas empresas nos próximos 10 anos, caso seja eleito, o presidenciável Pablo Marçal (Pros) participou do evento PENSAR BRASIL – Diálogo sobre trabalho, que acontece no Museu do Amanhã, zona portuária do Rio, nesta quinta-feira (12) e sexta-feira (13) e tem transmissão online no site https://www.pensarbrasil.com.br/.

 

Ele foi o segundo pré-candidato à Presidência da República a falar no evento e defendeu aumentar a produtividade do trabalhador brasileiro. “O Brasil não é pobre, mas tem mentalidade pobre. E pobreza quer dizer improdutividade”, contou, comparando os números brasileiros com os dos Estados Unidos e do Japão. “O que um trabalhador americano demora 15 minutos para fazer, o japonês demora 20 minutos e nós demoramos 1 hora.”

 

Marçal passou o início da fala mostrando seu currículo, de empresário com diversas empresas, fazendeiro, professor e bacharel em direito, e reclamou do que chamou de polarização política: “está travando o país”. “Temos que pensar a política sem esquerda e sem direita – e sem olhar para o passado”, disse o presidenciável que, apesar do conselho, chegou a elogiar o ditador militar Emílio Garrastazu Médici pelo crescimento do país na década de 1970, apesar das dívidas deixadas: “Eram dívidas de alavancagem, ou seja, de investimento”.

 

Segundo Marçal, desde 2018 houve uma entrada de empreendedores na política porque os mesmos sentiram falta de o Brasil deixar de ser apenas o maior celeiro do mundo e virar também um grande criador de tecnologia e até mesmo o líder do planeta. “A China se colocou como proposta de ser a maior economia privada do mundo em 2030. E como eles fizeram? Apostaram nas profissões do futuro. Por que não podemos fazer isso aqui?”, disse ele, prometendo também “digitalizar o país”, levando internet de banda larga aos rincões brasileiros: “Temos a tecnologia na mão para produzir”.

 

*Sobre o PENSAR BRASIL*

O PENSAR BRASIL – Diálogo sobre trabalho, desenvolvimento e futuro, conjunto de debates e palestras que vai proporcionar até esta sexta-feira (13) um diálogo aprofundado sobre as relações trabalhistas, o crescimento econômico e os desafios do país. O congresso tem entre seus convidados os pré-candidatos à Presidência da República Ciro Gomes (PDT), André Janones (Avante), Pablo Marçal (Pros) e Santos Cruz (Podemos), assim como nomes com larga experiência quando o assunto é o mercado de trabalho ou áreas correlatas.

 

O evento foi criado pelo Sindicato dos Servidores do Poder Legislativo Federal e do Tribunal de Contas da União (Sindilegis), pelo Sindicato dos Servidores do Poder Judiciário e do MPU no DF (Sindjus), pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Rio de Janeiro (Fecomércio-RJ) e pela Federação dos Comerciários do Estado de São Paulo (Fecomerciários-SP).