Atendendo pedido do Sindilegis, Câmara realizará treinamento de evacuação em caso de manifestações

img-19-06-2017-5948402e97f6c
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Em resposta ao pedido do Sindilegis, o Departamento de Polícia Legislativa (Depol) da Câmara dos Deputados vai realizar o primeiro treinamento de evacuação em casos de manifestações príximas à Casa. O curso será realizado para 58 servidores dos setores mais afetados por protestos populares, entre eles o da Primeira-Secretaria da Câmara dos Deputados, da Secom (Secretaria de Comunicação) e das agências do Banco do Brasil e da Caixa Econômica Federal. 

O pedido foi protocolado no dia 17 de maio deste ano sob o nº 037/PRES/2016. O treinamento será realizado no dia 30 de junho (sexta-feira), no período da manhã. Os participantes vão aprender onde ficam as principais rotas de emergência das instalações da Câmara dos Deputados. Além disso, serão treinados para saber como agir em situações de emergência e terão também treinamento para manuseio de extintores, primeiros-socorros e como agir da maneira correta em caso do uso de gases químicos, como spray de pimenta e gás lacrimogênio.

O curso foi solicitado pelo Sindilegis para os servidores dos setores mais vulneráveis às manifestações populares que ocorrem na Casa, apís os protestos ocorridos nos últimos meses, em que foram praticados atos de vandalismo, colocando em risco o patrimônio público e a vida dos servidores e visitantes. Durante as manifestações, policiais legislativos tiveram de fazer uso de sprays de pimenta, o que acabou atingindo os servidores que se encontravam nos locais onde os protestos ocorreram. 

Reforma estrutural

Segundo o ofício proposto pelo Sindilegis, parte das instalações da Câmara dos Deputados possui muitos vidros, que, quando quebrados, podem causar sérios ferimentos às pessoas que se encontram nas proximidades. O treinamento e o plano de evacuação têm por objetivo resguardar a integridade dos servidores e visitantes da Câmara dos Deputados. 

O Plano de contingência conta ainda com o apoio do Departamento Técnico (Detec) da Câmara dos Deputados, que propôs também algumas reformas estruturais, como poda de palmeiras, troca de faixas antiderrapantes das escadas, fechamento de buracos no calçamento da área externa e isolamento de áreas de risco. 

Shopping Basket