Bate-papo no Senado abre espaço para se discutir finanças

img-09-10-2015-5617eb683bbad
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Um bate-papo descontraído e cercado por dúvidas e esclarecimentos. Foi assim que ocorreu mais uma edição do tradicional evento realizado pelo Instituto Legislativo Brasileiro (ILB) intitulado Café com Finanças. Os termos técnicos e expressões típicas da área foram deixados de lado e o evento abriu espaço para uma conversa informal e muito dinâmica. O evento contou com o apoio do Sindilegis, que ressalta a importância desse tipo de atividade para seus filiados.

“A sensação que temos é que esse tema às vezes é muito árido para algumas pessoas, então queríamos um evento onde as pessoas pudessem se sentir à vontade para perguntar e buscar mais explicações”, declarou Lúcia Pimentel, coordenadora do Programa de Orientação Financeira.

Dois servidores do Senado e especialistas na área financeira foram convidados para destrinchar o assunto. Anderson Alves de Oliveira e Paulo Roberto Alonso Veigas expuseram temas como: principais investimentos, formas de sair do vermelho, ações, bolsa de valores e muito mais.

Algumas dicas para aqueles servidores que estão com dívidas e não sabem como sair da situação também foram repassadas. Segundo o consultor legislativo do Senado e diretor do Instituto Legislativo Brasileiro (ILB), Paulo Roberto Veigas, o primeiro passo para qualquer endividado é rever prioridades, o padrão de vida e envolver a família para encontrar soluções.

“Para os endividados, é importante ter esse evento porque as pessoas conhecem mais a sua situação de endividamento e tem dicas de como sair dessa situação, especialmente em um momento em que a inflação está mais alta, há um aumento do custo e padrão de vida, então as pessoas buscam cada vez mais esse tipo de orientação”, explicou o diretor.

Outro tema bastante explorado durante o bate-papo foi o cenário econômico atual. Muitos participantes perguntaram sobre alternativas para não serem prejudicados pela atual conjuntura financeira. Segundo Anderson de Oliveira, o panorama pode ser positivo ou negativo, de acordo com o perfil do cidadão.

“Estamos em uma situação bem diferente no Brasil. A economia e a política estão impactando cada vez mais no bolso do brasileiro, todavia o perfil das pessoas não mudou: quem estava endividado só está piorando e quem tem investimento quer conhecer mais e ter acesso a mais informações”, elucidou Oliveira.

Durante toda a manhã um café da manhã também estava à disposição dos presentes, tornando o evento ainda mais leve e informal.

Shopping Basket