Candidato a deputado federal pelo MDB, Alírio Neto afirma que diálogo pautará ações em prol da sociedade, caso seja eleito

Ex-presidente da Câmara Legislativa e candidato a deputado federal pelo MDB, o delegado aposentado Alírio Neto foi o entrevistado, nesta quarta-feira (14), da edição especial do Café com Política: Eleições, uma parceria do Sindilegis com o Sindjus para sabatinar as principais propostas de candidatos à sociedade.

Neto, que assumiu a presidência da Câmara Legislativa por dois anos, afirmou que sua campanha é pautada no diálogo e defendeu um serviço público qualificado e bem remunerado. “Quando fui presidente da Câmara, todas as vezes que chegava algum debate até nós sobre reforma administrativa no governo do DF, abríamos audiências públicas para que o segmento sindical pudesse ter espaço para debater, expor o contraditório, ou seja, tudo aquilo que defendia. Acho que o diálogo no mundo político é fundamental para nós chegarmos às melhores propostas ao cidadão”.

O candidato complementa: “O movimento sindical tem como base, na minha concepção, o diálogo. E o movimento político tem que estar sempre baseado no diálogo, no debate e no contraditório. A sua opinião nem sempre será a vencedora, mas você tem que ter a liberdade de expô-la, e acredito que, caso seja eleito deputado federal, poderei abrir portas para esse debate”.

Uma das principais experiências de Alírio Neto foi ter tido, sob seu comando, o Na Hora – serviço de atendimento imediato ao cidadão que possibilita a emissão de documentos, como RG –, quando assumiu o cargo de secretário de Justiça no DF. Segundo ele, a experiência foi mais do que positiva. “Chegamos a ter o índice de 97% no atendimento. Tínhamos uma intensidade de integração entre o servidor e a gestão muito grande. Isso foi conseguido através do diálogo e do espaço”, afirmou.

Para o candidato, a essência do serviço público é, como o próprio nome diz, servir ao público. Mas para se fazer isso com qualidade é preciso ter servidores bem preparados e bem remunerados: “Qualquer cidadão que trabalha precisa estar motivado. Se você não tiver motivação, não consegue desempenhar seu trabalho com qualidade. E para que tenhamos trabalhadores com condições, inclusive psicológicas, ele precisa de uma estrutura lhe permita isso: boa remuneração, saúde, capacitação, estrutura. Tudo isso é necessário para se ter qualidade de vida e desempenhar um bom trabalho”.

Eleito deputado distrital por três mandatos, Alírio encabeça uma série de projetos que, segundo ele, estão como pautas de campanha, caso seja eleito federal. O Pró-Vítima, por exemplo, atua em defesa dos direitos humanos de vítimas de violência; já o Projeto Liberdade possibilita que sentenciados trabalhem nas ruas da cidade em troca da redução de pena; por fim, o Projeto Jovem Cidadão consiste em promover ações para os dispensados do serviço militar, auxiliando na construção da cidadania e na formação socioeducacional e cultural do jovem.

Confira a entrevista na íntegra clicando aqui.

Compartilhe

Veja também: