avos_se_conectarem_com-_seus_netos-just_real_moms-1

Dia dos Avós: Convivência afetuosa entre avós e netos é benéfica e pode evitar doenças

Estudos comprovam que convivência entre avós e netos contribui para reduzir chances de desenvolver doenças como depressão e ansiedade

Um abraço aconchegante, um carinho genuíno e boas histórias pra contar. Com essas características, certamente, não restam dúvidas de quem falo: dos avós. O afeto delicado que dispensam a todos que os cercam, sobretudo aos netos, é tão especial que vovós e vovôs ganharam um dia totalmente dedicado a eles. Para retribuir toda essa dedicação, amanhã, 25 de julho, é uma oportunidade de celebrar junto àqueles que dão tanto amor. Afinal, é Dia dos Avós.

Diversos estudos já foram realizados com o intuito de entender e demonstrar as consequências de uma convivência íntima, ou não, entre avós e netos. Porém, a vivência diária é suficiente para perceber que o contato constante com os avós gera um efeito positivo na vida dos netos (de qualquer idade) em virtude do amor, proteção e ensinamentos, que somente os mais velhos são capazes de oferecer.

Com larga experiência em atendimento clínico, o psicólogo Marcus Barreto garante que a convivência entre avós e netos é, de fato, benéfica e fundamental para ambos. “Em grande parte dos casos, os avós estão em uma fase da vida em que podem se dedicar e aproveitar os netos até mais do que aproveitaram os filhos. E como todo carinho, cuidado e dedicação que ofertam não é uma obrigação, faz com que o laço emocional fique ainda mais forte”.

Estudo realizado pelo Boston College (EUA) com centenas de avós e netos confirma que os dois lados se beneficiam dessa relação. Para os avós, essa conexão representa o contato com uma geração mais jovem, disposta e cheia de ideias. Isso os leva a ter mais disposição, sensação de significado, finalidade e bem-estar. Para os netos, os avós são a fonte de sabedoria, encorajamento, segurança e bons conselhos. Além disso, ajudam a manter as relações familiares fortes e contribuem para a formação de uma personalidade ética pelos netos.

Se tudo isso não bastasse, pesquisadores ainda apontam, em estudo publicado na Evolution and Human Behavior, que avós que mantém uma relação mais afetuosa e ajudam a cuidar dos netos  têm mais saúde psicológica, menos  chances de ter depressão e desenvolver doenças cognitivas, como Alzheimer. Além disso, podem viver mais, aumentando a expectativa de vida. Já as crianças que têm relacionamentos fortes com os avós são mais bondosas, generosas e com chances reduzidas de sofrerem com ansiedade e depressão no futuro.

Feliz Dia dos Avós!

Deixe seu comentário