DestaquePlanoDistritaldePoliticasparaMulheres

Governo do Distrito Federal lança o 2º Plano Distrital de Políticas para Mulheres

Projeto garante mais equidade de direitos e combate à discriminação de gênero

Na manhã desta quinta-feira (7), o Governo do Distrito Federal lançou o 2º Plano Distrital de Políticas para Mulheres , um conjunto de propostas de políticas elaboradas por órgãos governamentais, não governamentais e sociedade civil, que visa melhorar o combate à discriminação de gênero e garantir mais igualdade de direitos para o público feminino do DF.

O evento ocorreu no Salão Nobre do Palácio do Buriti, com início às 11h,e estavam presentes a secretária da Mulher do DF, Ericka Filippelli, e o vice-governador, Paco Britto, que fizeram discursos sobre a importância do dispositivo e anunciaram mudanças nas políticas da capital federal.

“Todos aqueles que falam sobre políticas para mulheres e que estão à frente de movimentos terão em mãos todos os sonhos, anseios, necessidades e tudo aquilo que as mulheres esperam do futuro” , disse Ericka sobre o Plano durante seu discurso. “Com certeza vai proporcionar políticas públicas implementadas de forma muito mais eficiente, com mais resultado e mais apoio”, completou.

As diretoras de Relações Interinstitucionais e de Articulação Política do Sindilegis e membros do Conselho dos Direitos da Mulher do Distrito Federal (CDM-DF), Fátima Mosqueira e Magda Helena, respectivamente, também marcaram presença no evento, representando o Sindicato, e prestigiaram o lançamento do projeto ao lado dos dirigentes governamentais.

“O Sindilegis não podia deixar de prestigiar o lançamento de um projeto tão importante como este. Estamos contentes com o resultado e damos nosso total apoio à Secretária Ericka” , declarou Fátima Mosqueira.

Madga Helena também expressou seu contentamento com o projeto e informou o quanto significa para as mulheres do Distrito Federal: “É uma grande conquista para todas as mulheres do DF e certamente significa muito para o Sindilegis, que direciona sua atuação na defesa e representação de centenas de servidoras públicas pelo Brasil”, destacou.