Senador Hélio José se posiciona publicamente contra medidas do Governo Federal

img-07-11-2017-5a01fb078393c
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

O Senador Hélio José (Pros-DF) realizou, na última semana, um balanço das atividades da CPI da Previdência no Senado, onde criticou as ações do Governo Federal que visam a sucatear o funcionalismo público brasileiro, como a MP 805/17 e a PEC 287/16.ÌâåÊ

Em sintonia com o posicionamento do Sindilegis acerca dessas medidas, o parlamentar afirmou que nunca houve déficit [na Previdência], ao contrário do que afirma o Governo Federal. Apenas no último ano, por conta do processo de impeachment, que paralisou o País, apontou-se um pequeno déficit, totalmente superado, afirmou.

Durante o seu discurso, o Senador também lembrou que a Constituição prevê outras fontes de rendas para a Previdência, que são comumente desviadas para outros fins. Hélio espera que o relatírio da CPI ajude de alguma forma a barrar a PEC 287, caracterizada por ele como perversa e antipovo.

O parlamentar também defendeu os servidores públicos e criticou a MP 805/17, que eleva de 11% para 14% a contribuição previdenciária: Nís, servidores públicos, não existimos nem para dar lucro nem para dar prejuízo, e sim para fazer o equilíbrio entre o Estado e o público, fazendo com que a burocracia funcione de forma adequada.

Ainda segundo Hélio José, o funcionário público não pode ser um objeto, tratado de forma desleal pelos governantes. Deve ter um salário adequado, um local de trabalho adequado e condições de fazer esse equilíbrio.

Shopping Basket