reconhe-ser

Prêmio Reconhe-Ser: TCU premia trabalhos inovadores de servidores e colaboradores

Pelo segundo ano consecutivo, entrega de prêmios é realizada de maneira virtual. No total, mais de 68 trabalhos concorreram à premiação

O Tribunal de Contas da União (TCU) divulgou na última sexta-feira (19), durante cerimônia transmitida pelo canal do Tribunal no YouTube, os 15 vencedores do Prêmio Reconhe-Ser e os três eleitos em votação popular entre os servidores. Duas ideias inovadoras também receberam destaque durante o evento: “A análise de grandes bases de dados e uso de Inteligência Artificial para seleção de objetos de controle”, de Claudia Vieira e Valeria Renovato, da Selog e Rafael de Oliveira da SecexDefesa; e “Automatização e integração ao MS Word do processo de indicação da relatoria de processos do Tribunal”, de José de Freitas, da SecexDesenvolvimento.

Os trabalhos sobre o Desenvolvimento do Sinapse (Sistema Informatizado em Auditoria em Programas de Educação); Entrega contínua no APEX: um novo processo de desenvolvimento e; Identificação automatizada de pregões SRP com indícios de direcionamento e de prática de ata de barriga de aluguel foram eleitos pelo voto popular.

A presidente do TCU, ministra Ana Arraes, realizou a abertura da cerimônia e creditou o êxito e a credibilidade conquistados pela Corte de Contas aos seus funcionários: “Os trabalhos aqui apresentados selecionados nesta edição demonstram o alto grau de comprometimento de servidores e colaboradores do TCU na execução de sua atividade. É esse comprometimento e essa energia, sempre colocados nos propósitos desta Casa”.
Em tempos de pandemia de Covid-19, essa foi a segunda edição virtual do prêmio e contou com a apresentação da servidora da Secretaria de Comunicação (Secom) Simone Braga e do secretário-geral de Controle Externo, Leonardo Albernaz. Apesar do contexto, em 2021, foram 68 trabalhos inscritos para a premiação. O secretário-geral da Presidência do tribunal, Adriano Amorim, parabenizou o empenho da instituição em reconhecer a contribuição dos colaboradores: “Quando a gente premia os trabalhos apresentados, a gente sente que concretiza as entregas do tribunal”.

Lançado pelo TCU em 2009, o prêmio tem o objetivo de reconhecer publicamente os servidores e colaboradores do TCU que, individualmente ou em equipes, oferecem contribuições importantes para o alcance dos objetivos estratégicos e o incremento dos resultados institucionais.

O Sindilegis é um dos apoiadores e patrocinador do Prêmio Reconhe-Ser. “O reconhecimento perpassa por muitas instâncias. Por isso, o Sindilegis apoia iniciativas que valorizam os servidores das Casas que representamos. Este ano de 2021 foi mais um ano difícil, marcado sobretudo pela presença de uma pandemia terrível que já nos levou tantos. Não tem sido fácil. A crise econômica inédita que enfrentamos é apenas um vislumbre do que uma gestão passageira e descompromissada pode causar na nossa sociedade. Em contraponto, o trabalho realizado pelos que ficam, assegurados pela estabilidade e méritos próprios, ecoa no que é perpetuado pelo empenho em servir”, avaliou Alison Souza, presidente do Sindicato.

E completou: “A capacidade técnica dos servidores do TCU é o que constrói a força do nosso órgão. Inspirar o sentimento de orgulho e pertencimento é, sem dúvidas, a catarse desta premiação. Parabéns, colegas servidores! Esse reconhecimento é de vocês. Vocês merecem”.

A edição de 2021 do Prêmio Reconhe-Ser premiou, no total, mais de 107 servidores e colaboradores. O evento de entrega da premiação é realizado pela Secretaria de Gestão de Pessoas (SEGEP). A comissão julgadora do prêmio é composta pelos membros da Comissão de Gestão de Pessoas.