Senado investe na profissionalização e lança Programa de Formação Gerencial

DSC_0004
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

No mês de maio, a Secretaria de Gestão de Pessoas do Senado Federal lançou, em vista da profissionalização na Casa, o Programa de Formação Gerencial. O curso, destinado aos servidores com Funções Comissionadas dos níveis 2 a 4 (FC2, FC3 e FC4), visa à capacitação de funcionários, treinamento de pessoal para gestão de contratos, projetos, processos e desenvolvimento gerencial e humano.

O Programa de Formação Gerencial é maturado pelo Senado Federal desde 2014 e se encaixa no projeto de capacitação da Casa e nas prioridades da Secretaria de Gestão de Pessoas: a valorização de servidores e o treinamento. A continuidade da gestão da Diretoria-Geral – já que a atual diretora-geral da Casa, Ilana Trombka, assumiu no lugar de Bandeira de Mello e deu seguimento aos projetos – também propiciou um debate mais amplo sobre o programa, que resultou na implementação do curso.

Para o diretor da Secretaria de Gestão de Pessoas, Rodrigo Brum, a formação gerencial assegura profissionalização para os gestores, mas também traz melhorias para o ambiente de trabalho. “Com gestores treinados, o estresse é menor e o trabalho, mais eficiente e planejado. Além disso, a profissionalização dá a capacidade de dissuadir conflitos, encarar crises e melhorar o clima organizacional. Temos uma série de decorrências positivas para o trabalho quando o gestor é formado profissionalmente”, enfatizou.

Como funciona

Cada servidor FC terá um módulo de um trimestre para ser treinado. Ainda no terceiro trimestre deste ano, serão formados os FC2 da DGER e, no quarto trimestre, os FC3, ambos com cerca de 300 servidores.

Serão quase dez conteúdos para cada nível e, para os FC2, o foco será no trabalho operacional e nas ferramentas do dia a dia, como gestão de contratos, de projetos e processos. Quanto maior o nível, mais estratégico se torna o treinamento. Nos cursos de FC2 e FC3, os servidores treinarão uns aos outros, pela experiência do cotidiano de trabalho e pelo conhecimento da realidade do Senado Federal. Para os FC4, a Casa deve fazer parcerias externas.

No nível FC4, a ideia é que, após a formação, os servidores se tornem gestores plenos, com conhecimento em administração independentemente do negócio gerido. “Se o diretor trabalha hoje com contratações, por exemplo, terá instrumentos suficientes para estar à frente da diretoria do SIS ou de qualquer outra. Independentemente do negócio, o servidor terá ferramentas de administração para gerir seja qual for a secretaria, como acontece com os altos executivos”, projetou Rodrigo.

O curso será realizado de 8h às 10h e/ou 17h às 19h, no próprio horário de trabalho, durante um trimestre. A experiência virá com a prática e, durante os treinamentos, a Secretaria de Gestão de Pessoas irá consultar os novos chefes de serviço sobre mudanças, técnicas e ferramentas apresentadas.

Para o vice-presidente do Sindilegis para o Senado, Petrus Elesbão, a profissionalização irá propiciar melhorias também dos serviços à população. “Já temos servidores altamente competentes na Casa, mas com instrumentos e ferramentas de gestão e administração outros caminhos serão definidos para continuar a entrega de serviços de excelência para o cidadão”, comentou.

Obrigatoriedade – De acordo com o diretor da Segp, a obrigatoriedade prévia do curso para assumir a função foi amplamente debatida e a obrigatoriedade prévia será feita de forma gradual. Inicialmente, o curso não será exigido, mas os gestores terão mais opções para a ocupação de cargos estratégicos, como recomendação da Casa.

O Programa de Formação Gerencial apoia dois importantes compromissos do Senado Federal:
• A excelência na prestação de serviços públicos
• A responsabilidade na utilização de recursos públicos

No programa ILB em foco 55 foi apresentado o evento de lançamento do Programa de Formação Gerencial. O ex-nadador olímpico Fernando Scherer – mais conhecido como Xuxa – participou e compartilhou suas histórias de sucesso. Além disso, o diretor Rodrigo Brum e a diretora-geral da Casa, Ilana Trombka, comentaram sobre o curso. Clique aqui para assistir. 

Shopping Basket