Servidores do TCU aderem por unanimidade à paralisação do dia 28

img-27-04-2017-5902730e8d181
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Os servidores do Tribunal de Contas da União adeririam, por unanimidade, na tarde desta quinta-feira (27), à paralisação prevista para sexta-feira – 28 de abril. A concentração será na rampa do edifício-sede do TCU às 9h30. De lá, os servidores farão caminhada até a Esplanada dos Ministérios, para unir força à mobilização de toda a sociedade.ÌâåÊ

A decisão foi tomada em virtude das diversas medidas maléficas propostas pelo Governo Federal contra os trabalhadores brasileiros, em especial a reforma da Previdência. Os servidores avaliaram que é necessário ir às ruas para pressionar os parlamentares a derrubarem os projetos.

Na avaliação do diretor do Sindilegis Dario Corsatto, muitos avanços já foram garantidos graças à ação do Sindilegis e de outras entidades, mas a mobilização desta sexta-feira irá reforçar a atuação: Estamos ganhando essa luta. Prova disso é que o Governo está recuando cada vez mais, está sem norte. Então, amanhã temos que engrossar esse movimento histírico na Esplanada.ÌâåÊ

O diretor do Sindicato Eduardo Dodd fez uma breve análise do cenário político atual e destacou que o Governo tem destruído o País, uma vez que penaliza os trabalhadores e vende uma reforma baseada em falácias.ÌâåÊ

Estamos em guerra. A reunião aqui é para tentar sensibilizar os colegas para irem às ruas. Se não conseguirmos nos mobilizar hoje, quando será?, disse. O Governo tira da Previdência Social 170 bilhões com a DRU (Desvinculação da Receita da União) para gastar com outras medidas. Estamos em um país extremamente desigual e vai se tornar mais ainda, complementou Dodd.ÌâåÊ

Para o presidente da Federação Nacional das Entidades de Servidores dos Tribunais de Conta do País (FENASTC), Amauri Perusso, a greve tem reforçado o sentimento de solidariedade e de junção de forças, que neste momento é indispensável.ÌâåÊ

Além dos panfletos e das faixas elaboradas pelo Sindilegis contra a reforma da Previdência, a previsão é que nesta sexta-feira o mascote da Previdência é Nossa (porco em formato de cofre) seja inflado na Esplanada dos Ministérios. A intensão é chamar a atenção da sociedade e da mídia para a mobilização dos servidores. Compareça!

Shopping Basket