Sindilegis apoia a 8Ìâå» Semana de Valorização da Pessoa com Deficiência no Senado

banner-site-sindilegis
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

O Núcleo de Ações do Senado Federal em parceria com o Sindilegis promovem, entre os dias 1º e 12 de dezembro, a 8ª Semana de Valorização da Pessoa com Deficiência, evento que proporciona, mais uma vez, a oportunidade de despertar a atenção da sociedade para a inclusão de pessoas com necessidades especiais. Também é uma oportunidade de divulgar o Programa de Acessibilidade e Valorização da Pessoa com Deficiência, resultando em projetos de lei que venham a beneficiar mais de 25 milhões de brasileiros com algum tipo de deficiência.

Como já é de praxe, o evento acontece dentro do mês de dezembro, com homenagem especial ao Dia Internacional da Pessoa com Deficiência, comemorado sempre no dia 03. As Semanas anteriores mobilizaram grande público e ocuparam largos espaços na mídia impressa televisiva e de Internet, tanto local quanto nacional, chamando a atenção da sociedade como um todo para este problema e suas soluções.

Eventos como exposições, oficinas de escultura e automaquiagem estão na programação. Palestras também estão confirmadas para acontecer nos espaços da Casa com o senador eleito Romário, que irá falar sobre sua trajetória de vida e atuação parlamentar em favor da pessoa com deficiência.

O cartunista Maurício de Sousa também fará palestra especial. Ele virá acompanhado dos seus personagens famosos, a Mônica e Cebolinha, que também participarão da solenidade de abertura do evento. A apresentação do cartunista vai abordar sobre seu trabalho criativo a favor das pessoas com deficiência.

Inclusive estarão presentes suas personagens que simbolizam a luta pela inclusão social das pessoas com deficiência: Dorinha, criada em 2004 — uma das mais novas personagens da turma, ela é  deficiente visual e tem a ajuda de seu cão Radar para guiá-la por onde ela anda e, é claro, também a ajuda de toda a turminha.

De acordo com a programação, o presidente do Senado Federal, Renan Calheiros, participará da solenidade de abertura, às 09h30 da manhã, da quarta-feira (03/12), no Auditório Petrônio Portella. Também já confirmaram presença o senador Fleury, a deputada Rosinha da Adefal e o Diretor de Controle Interno da Casa, Aires Pereira das Neves.

“Temos que conscientizar a sociedade sobre a capacidade da pessoa com deficiência, pois somente assim será possível acabar com a indiferença social. A partir do momento em que a pessoa passa a ser considerada cidadã, a responsabilidade se torna coletiva e não mais uma luta isolada das famílias”, afirmou Andréa Bakaj, coordenadora do Núcleo de Ações Socioambientais (NCAS).

Acessibilidade

Tradicionalmente, a deficiência tem sido vista como um problema individual, algo a ser tratado pela própria pessoa com deficiência, juntamente com seus familiares, não lhes restando alternativa, que não tentar se adaptarem ao trabalho, aos meios de transporte e aos ambientes de convívio social e cultural. Felizmente, essa cultura está sendo substituída pela inclusão.

Hoje, as pessoas com deficiência e organizam e, progressivamente, vêm demonstrando sua capacidade, vencendo obstáculos e participando ativamente dos ambientes profissional, social, esportivo e artístico.

“A função de eventos, como esse, que promovem a inclusão é principalmente chamar a atenção da sociedade para as possibilidades da inserção no seu sentido mais amplo. A Arte e o Esporte, em especial, têm sido um eficiente portal para a quebra de preconceitos, pois levam a informação e provocam a transformação de mentes e de atitudes. Dessa forma, pretende-se garantir aos excluídos a cidadania que é outorgada pela Constituição”, afirmou Célia Regina França Pessoa, do Senado Inclusivo.

O Senado possui cerca de 80 servidores entre efetivos e comissionados, que apresentam algum tipo de deficiência. Desde a sua criação, em 1998, o setor de impressão em braile, da Secretaria de Editoração e Publicação, foi responsável ela impressão de mais de 170 obras distribuídas gratuitamente para escolas públicas e instituições sociais sem fins lucrativos.

Shopping Basket