Sindilegis dialoga com deputados em busca de apoio contra PEC 32

Mobilização-PEC-32-Sindilegis
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Presidente do Sindilegis percorreu gabinetes dos parlamentares para apontar malefícios da proposta

 

A atuação do Sindilegis para impedir a aprovação da PEC 32/2020 segue intensa na Câmara dos Deputados. Nesta terça-feira (28), o presidente do Sindilegis, Alison Souza, dialogou com diversos parlamentares ao longo da tarde para defender a rejeição na íntegra do texto. “A diretoria do Sindilegis entende que é impossível o aperfeiçoamento do texto. Essa PEC não é passível de qualquer melhoria ou evolução”, afirmou.

Um dos parlamentares que o presidente visitou é o deputado Aguinaldo Ribeiro (PP-PB). Souza também se reuniu com deputados na Liderança do PT. Durante os encontros, o dirigente apontou os malefícios da PEC como redução da jornada de trabalho e remuneração; contratação irrestrita de terceirizados e temporários; possibilidade de exoneração caso o cargo se torne obsoleto; ausência de ampla defesa e contraditório no procedimento de avaliação de desempenho, abrindo brecha para perseguição política; entre outros. Esteve ao lado do presidente do Sindilegis durante a peregrinação na Casa Legislativa, o presidente do Sindicato Nacional dos Analistas-Tributários da Receita Federal do Brasil (SindiReceita), Antônio Geraldo Seixas.

O Sindilegis, junto com diversas entidades que defendem os direitos dos servidores, seguirá com as campanhas permanentes de mobilização nos aeroporto, nas quadras dos parlamentares e nas redes sociais.

Shopping Basket