TCU

Sindilegis e Auditar manifestam preocupação com a proposta orçamentária do TCU prevendo a criação de cargos comissionados

A Auditar e o Sindilegis, por meio de reunião virtual realizada na manhã desta quarta-feira (3) com a equipe do Gabinete da Presidente do Tribunal de Contas da União, ministra Ana Arraes, manifestaram preocupação com a proposta orçamentária a ser apreciada pelo Plenário, que inclui a previsão de criação de 09 (nove) cargos de “Oficial de Gabinete”, com remuneração de aproximadamente R$ 18 mil mensais para cada cargo.

A referida proposta remete a projeto de lei ainda não discutido e aprovado no âmbito das instâncias internas da Corte, com impactos desconhecidos na alteração da estrutura da Secretaria do Tribunal, integrada majoritariamente por quadro técnico concursado e de elevada qualificação.

Na oportunidade, as entidades reafirmam seu compromisso na defesa da carreira dos servidores do Tribunal de Contas da União, entidade de Estado que deve zelar pela harmonia e independência do exercício das prerrogativas do controle externo.