Sem título

Sindilegis e Sindjus lançam campanha “#VacinaParaTodos: chega de ideologia, fique ao lado da vida”

Em meio a uma pandemia, que perdura por mais de um ano, campanha #VacinaParaTodos busca conscientização pela necessidade da imunização

Enquanto outros países apresentam um ritmo acelerado na imunização contra a Covid-19 e a vida começa a voltar ao normal, o Brasil segue com um programa de vacinação moroso, com problemas na entrega e distribuição de doses, além da desconfiança por parte da população em relação à eficácia da vacina. Apesar disso, é possível perceber que na medida em que a porcentagem de imunizados avança, é nítido o recuo no número de novos casos e mortos.

Vislumbrando um futuro ainda mais breve livre do vírus, o Sindilegis e o Sindjus se uniram em campanha para pedir “#VacinaParatodos: chega de ideologia, fique ao lado da vida”, na tentativa de dissociar a vacinação de qualquer ideologia política e conscientizar, sobretudo os mais céticos, que a imunização diz respeito apenas à defesa da vida e da saúde.

“Passamos por um momento difícil, em que vidas estão sendo interrompidas pela ação de um vírus cruel. Mas hoje já temos a vacina, que, apesar dos problemas na campanha de imunização, tem atendido à população. Por isso, a #VacinaParaTodos surge para pedir que as pessoas deixem as ideologias de lado e apenas pensem na saúde e no bem-estar. Hoje o que importa é preservar vidas”, disse o presidente do Sindilegis, Alison Souza.

Segundo dados do consórcio de veículos de imprensa divulgados nesta semana, 32.881.298 pessoas já receberam a primeira dose de vacina contra a Covid-19. O número representa 15,53% da população brasileira. Já a segunda dose foi aplicada em 16.723.761 pessoas (7,90% da população do país) em todos os estados e no Distrito Federal.