73BF95A3-EF67-4A3B-B7F0-A32026AB24F3

Sindilegis entrega estudo técnico sobre Reforma Administrativa a deputado Vinicius Poit

Durante o segundo dia de manifestação contra a PEC 32/20, mais conhecida como Reforma Administrativa, o presidente do Sindilegis, Alison Souza, acompanhado do presidente do Sindjus, Costa Neto, travou embate com o deputado federal Vinicius Poit (Novo-SP) sobre os pontos mais problemáticos da proposta. O encontro ocorreu em frente ao Anexo II da Câmara dos Deputados nesta quarta-feira (22).

O deputado apareceu durante a manifestação e debateu com manifestantes sobre o projeto. Souza reafirmou que o Ministério da Economia foi obrigado, pelo TCU, a apresentar os dados e os estudos que possivelmente embasaram a construção do texto. Contudo, na resposta do Ministério, nenhuma informação foi fornecida. “É uma reforma sem estudo, sem cálculo atuarial. A PEC não resolve os problemas do serviço público, ele piora e abre brecha para a corrupção”, apontou.

Apesar da discussão acalorada, com a presença de diversos manifestantes cobrando do deputado sua posição quanto ao voto, Souza entregou ao deputado um parecer técnico elaborado pelo Sindilegis com os pontos mais maléficos que constam na proposta. Poit se comprometeu a analisar os trechos discutidos e manter o diálogo antes de divulgar seu voto no momento da votação.

Durante a manifestação outros parlamentares apareceram para apresentar apoio aos servidores e se comprometeram a votar de maneira contrária à PEC. Bira do Pindaré (PSB-MA) e Dagoberto Nogueira (PDT-MS) foram alguns dos que discursaram.

Destaque na mídia – O Sindilegis foi destaque no Correio Braziliense – edições digital e impressa -, nesta quinta-feira (23), na coluna da jornalista Denise Rothenburg, sobre o embate com o deputado Poit. O jornal destacou a intermediação do presidente do Sindicato com o parlamentar, que explicou que a posição dos servidores contra a proposta é devido à falta de estudos e cálculos atuariais. Confira a íntegra da notícia aqui.

A nota impressa: