Sindilegis ingressa em comitê para apoio a deficientes visuais

DSC_02225
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

A iniciativa visa garantir que cegos tenham acesso, com mais facilidade, ao mercado de trabalho

O Sindilegis passou a fazer parte de uma inciativa de grande relevância para os deficientes visuais de Brasília. Foi criado, nesta segunda-feira (09), o Comitê Gestor do Projeto Brasília Tátil: Cultura Solidária, de iniciativa da Associação Brasiliense de Deficientes Visuais (ABDV), e o Sindicato está entre os participantes, representado pelo Secretário-Geral Márcio Costa.

O Comitê será responsável por todo acompanhamento do projeto, que tem por objetivo capacitar deficientes visuais para que eles tenham facilidade no ingresso ao mercado de trabalho. A iniciativa da ABDV levou em consideração que muitos deficientes não conseguem emprego, principalmente em virtude do preconceito ainda existente.

Segundo Márcio Costa, o Sindilegis apoia o projeto por acreditar ser possível vencer as barreiras e os preconceitos por meio do desenvolvimento educacional. “O projeto Brasília Tátil é algo de fundamental importância para a sociedade brasileira. À medida que apoiamos esse tipo de iniciativa estamos garantindo que mais e mais pessoas possam ter a tão sonhada independência, por meio do ingresso no mercado de trabalho com a qualificação necessária”, explicou Costa.

Participaram da reunião toda diretoria da ABDV, o representante do Sindilegis, a representante do Instituto Cooperforte, que é patrocinadora oficial do projeto; voluntários e alunos que farão parte da iniciativa.

O presidente da Associação, César Achkar, comemora a criação do comitê e a parceria do Sindilegis. “Fico muito contente de o Sindilegis fazer parte do comitê. Estou animado com o projeto e espero que mais empresas façam parte dessa iniciativa, que é muito importante para os deficientes visuais de Brasília”, declarou.

Durante a reunião, o Secretário-Geral do Sindilegis se comprometeu a buscar outros parceiros para apoiar o projeto. Márcio Costa também vai colaborar na busca por um espaço físico melhor para a ABDV.

Brasília Tátil

O projeto vai oferecer para os deficientes visuais de Brasília cursos de massoterapia, massagem expressa, informática e socialização através da música. Ao todo serão 40 beneficiados e os cursos serão totalmente gratuitos.

As aulas estão previstas para iniciar no dia 10 de julho. As inscrições podem ser feitas por meio dos telefones (61) 3322-9718 e (61) 3326-1745, nos horários de atendimento das 8h às 12h e das 13h às 17h. Os interessados devem ter no mínimo 18 anos. 

Shopping Basket