Sindilegis intensificará as ações contra a PEC 287/2016 nos príximos dias

img-19-04-2017-58f7b62bd2928
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Começou
há pouco na Comissão da Reforma da Previdência
(PEC 
287/16) a leitura do parecer do
deputado Arthur Oliveira Maia (PPS-BA), relator da proposta.
A previsão é que haja um pedido de vista
coletivo, adiando a votação para a príxima semana.

O
novo texto, embora o Governo tenha recuado e alterado alguns pontos polêmicos,
continua prejudicial para os trabalhadores e, especialmente, para os servidores
públicos. Por isso, o Sindilegis, a Pública-Central do Servidor e outras
centenas de entidades estão organizando manifestações no Congresso Nacional
para os príximos dias, na tentativa de barrar o andamento da proposta,
conhecida como PEC do Caixão.

Os
atos devem ocorrer nos dias 24, 25 e 28 de abril. 

Reveja as ações até o momento

As
mobilizações fazem parte de um processo contínuo do Sindilegis. Dentre as
principais ações desenvolvidas até o momento, o Sindilegis encabeçou a criação
do movimento A Previdência é Nossa! Pelo Direito de se Aposentar; participou
de ato público na Câmara dos Deputados; organizou o abraçaço em volta do prédio
do INSS em Brasília; assinou Carta Aberta contra a reforma da Previdência junto
com a OAB e 160 entidades.

Também
denunciou (por meio da Pública-Central do Servidor) o conflito de interesses do
secretário da Previdência Social, Marcelo Caetano, que também era conselheiro
da Brasilprev; fez um levantamento com os parlamentares para saber o seu posicionamento
com relação à proposta, pressionando os congressistas.

Mas
as ações não param por aí: o Sindilegis também investiu em um site para
concentrar todo o conteúdo referente à reforma da Previdência; criou uma fanpage no Facebook para interagir com
internautas e informar a população; distribuiu mais de cinco panfletos
diferentes para toda a base com esclarecimentos sobre os malefícios da
proposta; veiculou spots nas principais rádios de Brasília; anunciou em ônibus
e outdoors contra a reforma.

Ouça
os spots de rádio clicando aqui.

Para
conferir algumas matérias veiculadas na mídia com as ações do Sindilegis,
clique aqui.

Shopping Basket