Sindilegis no lançamento sobre Diversidade e Gênero

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

O Sindilegis apoiou, na terça-feira, 11, o lançamento da cartilha “Reflexões sobre Diversidade e Gênero”, das Edições Câmara. A publicação traz conceitos básicos sobre gênero e diversidade e contribui para a conscientização sobre os temas. O objetivo da publicação é provocar reflexões sobre a importância da valorização da diversidade e da promoção de políticas organizacionais em prol da equidade e contra a discriminação.

O evento comemorou duas importantes datas: o Dia Internacional da Mulher, 8 de março, e o Dia Internacional pela Eliminação da Discriminação Racial, dia 21 de março. A cartilha agrega valor ao Programa Pró-Equidade de Gênero e Raça, na Câmara dos Deputados desde 2011. O programa traz a oportunidade dos servidores da Casa e da população em geral promoverem a igualdade de oportunidade e tratamento entre homens e mulheres através de uma reconstrução cultural.

A deputada Iriny Lopes demonstrou durante palestra “Equidade de gênero no mundo do trabalho” o papel em conjunto da sociedade para a construção da igualdade. Na Câmara dos Deputados, os dados se mostram alarmantes: apenas 26% das mulheres recebem acima de dois salários mínimos, sendo que elas são maioria dentro da Casa. “Se o exemplo começa aqui, podemos continuar o trabalho de desconstrução da desigualdade por todo o Brasil”, enfatizou. Para ela, é importante encontrarmos juntos a superação de problemas dessa natureza.

Uma das autoras da cartilha e ex-servidora da Câmara, Amanda Zauli, concorda com o posicionamento da deputada. “Aqui é onde são feitas as leis, que tanto podem ser levadas para todo o Brasil como a legislação pode ser feita com um olhar de gênero por parte dos parlamentares”, completou. A autora, que também é doutora em psicologia social e do trabalho, comentou como o evento pode mudar o quadro em que vivemos até hoje no Brasil, por um passado machista e de desigualdade de raças.

A Diretora de Educação Continuada, Cultura, Igualdade de Gênero e Meio Ambiente, Giovana Perlin, representou o Sindilegis no evento e comentou sobre a relevância do apoio do Sindicato nesta iniciativa. “É importante o reconhecimento do trabalho feito pela Câmara com o selo Pró-equidade. E o Sindilegis, que representa os servidores desta Casa, reconhece que precisa estar sempre em parceria neste percurso da construção da igualdade que estamos traçando”, ponderou.

Giovana considerou essencial a promoção do evento por marcar a necessidade da ocupação dos espaços de direito das mulheres. Para ela, registrar as vitórias na cartilha contribuiu para a reflexão. “Em termos de direito, já conseguimos muito espaço, mas ainda temos que avançar. A iniciativa de lançar a cartilha simboliza mais um passo rumo à vitória e a caminhada das mulheres, principalmente, aos locais de tomada de posição. É por meio do debate que chegaremos lá”, concluiu.

Shopping Basket