Sindilegis pede ao diretor-geral providência para processos de insalubridade na SEEP

foto4
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Em reunião, ficou definido que será criado grupo de trabalho para dar celeridade aos processos dos servidores

O vice-presidente do Sindilegis para o Senado Federal, Petrus Elesbão, esteve reunido, na manhã da última sexta-feira (3), com o diretor-geral do Senado, Luiz Fernando Bandeira de Mello Filho, e com o diretor da Secretaria Especial de Editoração e Publicações, Florian Madruga, a fim de pedir providência para o andamento dos processos de insalubridade dos servidores do órgão.

No encontro, foi definida a constituição de um grupo de trabalho com representantes da Secretaria de Recursos Humanos, Gráfica e da Advocacia do Senado, acompanhados por um representante do Sindilegis, para traçar diretrizes a fim de que os processos de pedido de insalubridade possam ter maior celeridade.

O processo de insalubridade tem o objetivo de contar o tempo de serviço prestado em atividades insalubres para fins de aposentadoria. De acordo com Petrus Elesbão, a diretoria do Sindilegis tem percebido que apesar do esforço da diretoria da Gráfica para andamento dos processos existem tramitações e exigências que o tornam moroso.

“Não é justo que estes servidores, que estão às vésperas da aposentadoria, ainda não tenham contado corretamente o seu tempo de insalubridade, conforme determina a lei. Inclusive, vários colegas morreram sem ter a contagem reconhecida”, contestou o vice-presidente.

Shopping Basket