Primeiros colocados no programa Jovem Senador 2018

Sindilegis recebe, em nova sede, encerramento do Programa Jovem Senador

 

Estudantes de 27 estados e do DF foram beneficiados no Programa do Senado Federal, que possibilitou aos jovens entenderem o funcionamento do Congresso Nacional

O Sindilegis abriu as portas da sua nova sede e realizou, na noite desta quinta-feira (22), o encerramento do 8°Programa Jovem Senador, do Senado Federal. A festa, em comemoração ao sucesso do programa, reuniu os 27 alunos, que viveram a simulação de um mandato como senadores nos últimos cinco dias, junto aos seus professores. Em uma noite animada, regada à pizza e muita música, os alunos puderam se despedir dos amigos que fizeram durante a jornada e encerrar uma semana de aprendizado.

Representando o Estado de São Paulo, o estudante Matheus Moura, segundo colocado no concurso de redação, era um dos mais entusiasmados e agradeceu ao programa por possibilitar a convivência com os outros colegas: “O mais divertido é a possibilidade de se relacionar com jovens de outros estados. Cada um com uma ideia brilhante, com jeito e costumes diferentes”.

Empolgado com os momentos que viveu e com a sensação de que chegara ao fim, ele pede: “Que continuem fortalecendo esse projeto, pois muitos outros jovens merecem estar onde estou agora. Adquirindo conhecimento, vivendo uma experiência até há pouco inimaginável, conhecendo pessoas incríveis e sendo parte da política nacional. É um presente para nós, jovens.”


Diante da atmosfera de euforia e muita diversão, uma das organizadoras do programa, Márcia Youkiko, falou sobre o programa. “Fazemos tudo com toda dedicação e carinho. Esse foi um dos projetos que mais gostei de trabalhar e o mais importante é que dá frutos, que são os jovens.” Além disso, agradeceu ao Sindilegis pelo apoio. “O Sindilegis possibilita que tudo isso aconteça. Essa festa linda, essa confraternização é muito importante para eles. O Sindicato é muito importante para o programa, nos abre as portas para construir uma consolidação política e desenvolver o senso crítico desses jovens. Queremos com o programa construir uma educação para a cidadania, e o Sindilegis nos ajuda nesse trabalho”.

Com a consciência de quem teve a melhor redação do país, Lanielle de Sá Andrade, estudante do 3° ano, também aproveitou o momento de confraternização e irá levar para o Piauí os bons momentos que viveu. “Saio daqui diferente, sem dúvidas. Foi uma experiência maravilhosa e não esperava viver tudo o que passei aqui. Foi mágico entender como funciona o processo de trabalho dentro do Congresso Nacional. Tudo isso me fez enxergar muito além do que tinha possibilidade. Os jovens precisam se inteirar mais da política, aumentar a sua participação e exercer, de fato, o seu papel de cidadão. E o programa nos traz essa consciência”, afirmou.

A pista de dança continuava cheia e a animação não cessava. Enquanto observava os jovens que, empolgados, faziam fotos e vídeos para as redes sociais, o professor de Língua Portuguesa, Eudson Cruz, falou da responsabilidade que esses estudantes assumem. “Os alunos voltam para as suas cidades com uma grande responsabilidade, que é incentivar os outros da escola a produzir, a entender a importância da educação e, assim, criar uma atmosfera de competição saudável dentro da escola. Porque da mesma maneira que eles chegaram até aqui, os demais alunos são capazes também”, afirmou.