Sindilegis reúne servidores e aposentados do RJ com diretoria do SIS para debater plano de saúde do Senado

Em parceria com o Sistema Integrado de Saúde (SIS) da Casa, Sindicato tem realizado reuniões com a categoria para aferir a qualidade dos serviços prestados pela Saúde Caixa

Nem a distância entre a capital da República e o Rio de Janeiro, nem a neblina que fechou o aeroporto Santos Dumont, na última segunda-feira (13), foram capazes de impedir a reunião entre o Sindilegis e os servidores aposentados e pensionistas residentes na cidade do Rio de Janeiro, para debater o atual plano de saúde do Senado, o Sistema Integrado de Saúde (SIS). A visita surgiu a partir de convite feito pelo vice-presidente do Senado para o Sindilegis, Petrus Elesbão, à diretoria do SIS, que gentilmente aceitou. A organização do evento foi realizada pelo diretor de Aposentados e Pensionistas do Sindileis, Ogib Teixeira. 

Aproximadamente 60 filiados servidores e aposentados lotaram a sala de reuniões da sede Sindilegis-RJ. Na ocasião, a categoria enumerou uma série de reclamações quanto aos serviços da rede Saúde Caixa, como o não credenciamento de alguns profissionais que antes prestavam serviço aos beneficiários por meio da rede Gama, antiga prestadora do SIS. Além disso, outras situações também foram levantadas, como mau atendimento, tempo excessivo de espera, falta de especialidades cobertas pelo plano, possibilidade de novos credenciamentos ao plano, bem como o reembolso e a extensão da rede.

De acordo com o diretor-adjunto da Secretaria Integrada de Saúde, Kairala José Kairala Filho, a reunião foi produtiva e serviu para estreitar os laços entre os servidores aposentados nos estados e a administração do SIS. O diretor-adjunto também assegurou que já está buscando soluções para alguns problemas apontados na reunião.

“Inicialmente tentaremos novos credenciamentos, a fim de solucionar a demanda de profissionais. Outra dificuldade é o uso da internet. Elaboraremos algum material impresso, que facilite a utilização pelos aposentados. Help (Maria do Socorro) e José Ricardo, servidores do SIS, explanaram longamente sobre o plano e todas as questões levantadas foram discutidas”, esclareceu Kairala.

O vice-presidente do Sindilegis para o Senado, Petrus Elesbão, disponibilizou toda a estrutura do Sindilegis para colaborar e solidificar a parceria com o SIS, além de solucionar os impasses sobre o plano de saúde. Um exemplo dessa parceria é a campanha de vacinação contra a gripe influenza que será deflagrada por esses dias. “É nesta fase da vida que as pessoas mais necessitam de um atendimento médico diferenciado e, por isso, o atual plano de saúde precisa acolher bem a todos servidores, especialmente aos aposentados”, ratificou.

Além disso, ressaltou o apoio constante do Sindilegis a esta causa. “O Sindicato estará sempre à disposição e não se furtará em ajudar esses servidores. Nossos esforços estão voltados para solucionar esta demanda e daremos todo o apoio necessário para que o SIS atenda as reivindicações que foram apresentadas, pois elas são de fundamental importância para os nossos filiados”, ponderou.

O diretor de aposentados e pensionistas do Sindilegis, Ogib Teixeira, que também esteve presente na reunião, conhecia bem a insatisfação dos servidores em relação ao plano de saúde. De acordo com ele, a reunião foi muito profícua e ajudou a acalmar os ânimos. 

“Sempre recebo reclamação dos aposentados sobre o atual plano de saúde. Mas a disponibilidade dos representantes do SIS em estar presente, sanando as dúvidas, foi muito importante. Eles estavam muito aflitos e saíram acalmados, na certeza que os problemas serão resolvidos”, apontou Teixeira. 

Compartilhe

Veja também: