“Vou continuar a luta pelo direito das mulheres e pela melhoria das prestação dos serviços públicos à sociedade”, afirma a candidata a deputada distrital Ericka Filippelli

A defesa das mulheres e a busca pela equidade de gênero são algumas das principais lutas da candidata a deputada distrital pelo PTB/DF, Ericka Filippelli. A pauta não é defendida de maneira aventureira, mas com o condão de quem atuou ao longo dos últimos três anos como Secretária de Estado da Mulher do Distrito Federal. Entrevistada no programa Café com Política, especial eleições 2022, ela garante continuar, se eleita, a luta pelo direito das mulheres e pela implementação de políticas públicas que melhorem a prestação de serviços públicos à sociedade.

“Uma das minhas principais bandeiras é a defesa dos direitos das mulheres e a garantia da equidade de gênero. É um desafio ter uma maior representatividade de mulheres nos espaços de poder de decisão. Enquanto estive na secretaria, criamos um programa de combate e prevenção ao assédio moral na administração pública. Foi um passo importante para conseguir sensibilizar os gestores, o corpo técnico e todos os servidores da importância da construção de um ambiente igualitário. Seguirei nessa luta”, afirma.

Entusiasta das políticas públicas, Filippelli usa a experiência que teve ao ocupar cargos de gestão para defender a implementação de programas e ações efetivas. “Entendo que a promoção das políticas públicas são estratégias para que a gente possa transformar a nossa sociedade a partir de ações e programas verdadeiramente efetivos. Através das políticas públicas podemos transformar e melhorar a prestação de serviços públicos que são oferecidos à sociedade”, afirma.

Porém, a candidata garante que apenas a implementação não é suficiente. Segundo ela, a atuação de uma parlamentar envolve, também, o monitoramento e fiscalização. “Fiscalizar a prestação de serviços públicos é uma competência do parlamentar. Isso significa também acompanhar, ouvir, estar presente e buscar soluções. Somos porta vozes de demandas da população”. E completa dizendo: “Se quisermos um DF diferente precisamos pensar na implementação de políticas públicas, de monitoramento e na valorização dos servidores”, completou.

Ao comentar sobre a importância dos servidores públicos no processo de implementação de políticas públicas, ela aproveitou para comentar sobre a necessidade de recomposição salarial dos servidores do Distrito Federal e garantiu que irá atuar junto ao poder executivo para atender todos os servidores. “Muitos dos programas e ações que realizamos na secretaria da Mulher saíram do papel pela nossa capacidade de articulação política com outros poderes, outras secretarias. Pretendo seguir essa atuação para alcançar as demandas dos servidores e da sociedade em geral”, finalizou.

Compartilhe

Veja também: