eleicoes-sindilegis-2020-chapa-1

Chapa 1 é eleita para comandar o Sindilegis pelos próximos quatro anos

Mais de 1.700 servidores fizeram jus à cidadania e votaram para definir seus próximos representantes

Por 1.040 votos a 698, a Chapa 1 – Juntos Somos Melhores – foi eleita, nesta segunda-feira (30), para comandar o Sindilegis para o quadriênio 2021-2025. Encabeçada pelo presidente Alison Souza, esta é a primeira vez, em 32 anos do Sindicato, em que a presidência da entidade será exercida por um servidor do Tribunal de Contas da União (TCU). Na vice-presidência, uma para cada Casa, foram escolhidos Paulo Cezar Alves, para a Câmara dos Deputados; Antonio Vandir de Freitas Lima, para o Senado Federal; e Reginaldo Coutinho, para o TCU. O placar não inclui os votos de Mato Grosso do Sul e do Rio Grande do Norte. A Comissão Eleitoral está aguardando a contagem nos estados.

Os filiados puderam votar em quatro locais em Brasília, além dos estados: na sede do Sindilegis (610 Sul); no estacionamento do Anexo III da Câmara; no Espaço do Servidor do Senado e no estacionamento do Anexo III do TCU, em votação que durou 9 horas ininterruptas.

A apuração dos votos teve início às 18h30 e ocorreu com a presença dos três integrantes da Comissão Eleitoral – Álvaro Pereira da Silva, Marcus Peixoto e Suprecílio Barros -, o atual presidente do Sindilegis; Petrus Elesbão; os candidatos à presidência Alison Souza, da Chapa 1, e Wederson Moreira, da Chapa 2; e os três candidatos à vice-presidência para as Casas das duas chapas. Os filiados puderam acompanhar cada minuto pela transmissão on-line, via canal do Sindicato no YouTube.

Petrus Elesbão parabenizou os integrantes de ambas as chapas pela condução dos trabalhos e afirmou que tem muita confiança e esperança na chapa vencedora. “Além de todas as mudanças que implementamos no Sindilegis nestes quatro anos, a que mais me orgulho foi a aprovação, no Conlegis, de um Estatuto que pudesse dar mais abertura à democracia e facilitar a montagem de outras chapas para disputarem o pleito eleitoral. Foi uma eleição bonita, com filiados vindo votar maciçamente desde o momento em que abrimos a eleição até os segundos finais”, afirmou Elesbão.

Para o novo presidente eleito, Alison Souza, o foco agora é defender a categoria das ameaças representadas pela Reforma Administrativa. “Esse é, sem dúvida, o momento mais difícil da história do serviço público. Precisamos colocar em segundo plano as diferenças que nos separam e focar naquilo que nos une”, afirmou Alison, que teve hoje duas grandes vitórias: o nascimento de sua primeira filha e sua eleição como primeiro servidor do TCU a presidir o Sindilegis.

A nova Diretoria e o Conselho Fiscal tomam posse no dia 15 de fevereiro de 2021, em local e horário ainda a definir.

5