img-25-04-2018-5ae07f3ae21a9

Invicta, França sagra-se campeã do Torneio Abertura de Futebol Society ASTCU 2018

Por: Milena Abrahão

Na manhã do último dia 14, a França venceu a Alemanha por 4 a 3 nos pênaltis, conquistando o título do Torneio Abertura de Futebol Society ASTCU 2018 sob a emocionante narração do repírter esportivo Dudu Domingues. No tempo normal, os times realizaram uma partida equilibrada e o jogo, realizado no clube da associação, terminou empatado em 3 a 3. 

 A Alemanha saiu na frente com 2 a 0. Mas a equipe da França cresceu no segundo tempo até empatar e virar o placar. No entanto, o jogador destaque da Alemanha, Matheus Andrade, desequilibrou a partida. Ele marcou um gol e deu duas assistências, ajudando o time alemão a garantir o empate e a decidir o título nos pênaltis. Não menos disputado, o terceiro lugar ficou com a Espanha, que bateu a Argentina por 3 a 1, também na cobrança de penalidade máxima. 

O capitão do time da Espanha, Gerson Sousa, disse que, apesar de a sua equipe não ter jogado a final, o mais importante foi disputar uma competição muito equilibrada.  Os jogos decisivos mostraram isso, pois foram definidos nos pênaltis. Quem ganhou com esse torneio foram os servidores. Parabéns à ASTCU, que contribuiu de forma efetiva para a realização desse campeonato, e a todos os envolvidos. 

O time da Alemanha surpreendeu. Chegaram jogando muito bem. Abriram dois a zero, mas o nosso time, na vontade, empatou e virou, pontuou o capitão do time da França e proprietário do restaurante Taioba, Lélio Reis. Para ele, o jogo da final coroou o campeonato e revelou que os servidores têm a bola no pé. 

Quanto à realização do evento, ele considerou a iniciativa da ASTCU louvável por proporcionar ao servidor a possibilidade de conhecer as estruturas do clube e as atividades esportivas oferecidas no espaço, que conta com um ambiente descontraído e familiar. 

Ricardo de Abreu Resende, capitão do time alemão, considerou a partida da final o melhor jogo da equipe. Apesar de estarmos sem um dos nossos melhores jogadores, o Isaque Cavalcante, criamos chances de gol e abrimos 2 a 0. Mas, em um apagão de cinco minutos, vacilamos e tomamos 3 gols. Conseguimos correr atrás, empatar e ainda chutamos duas bolas na trave. Mas futebol é isso. Como diria Muricy Ramalho, criou chance e não fez, Ì¢‰âÂèÏa bola puneÌ¢‰â‰ã¢, lamentou. 

Em relação à iniciativa da ASTCU de trazer e realizar esse campeonato, eu a considerei excepcional: fiquei muito empolgado, todos os jogadores ficavam ansiosos para o jogo, as pessoas faziam brincadeiras e postagens diferentes; meus pais, meus avís e amigos de fora vieram assistir às partidas. Foi muito legal e divulgou bastantes o clube, divertiu-se Resende.

Diante dessa repercussão, o servidor- atleta acrescentou que irá se associar e trazer novos sícios para a ASTCU. E manifestou interesse em que essa ação se estenda para os anos subsequentes. Acredito que o clube tem potencial para criar um campeonato maior – de 11 contra 11 – e, assim, divulgar ainda mais o nome da ASTCU e do TCU, concluiu.

Para o colaborador do torneio, Sandoval Batista, como era de se esperar, foi uma final com sabor de final, em que o jogo sí termina quando acaba.   Para ele, o goleiro do time francês, Cícero Erivan, foi o heríi da partida entre Alemanha e França. Questionado sobre o empenho do Brasil, equipe favorita para vencer o campeonato, Batista não tergiversou:  ficou na lanterna.

Segundo o presidente da ASTCU, Regis Machado, por meio desse evento esportivo, as equipes fortaleceram os vínculos de amizade e, sobretudo, constataram o papel fundamental da associação na promoção do congraçamento e do bem-estar entre os servidores do TCU.  E o intuito é esse, pois, no dia a dia do tribunal, essa aproximação e esse relacionamento que foram construídos dentro do campo de futebol da ASTCU vão facilitar  a atuação dos colegas e dos terceirizados, salientou Machado.

Balanço do torneio

Para o organizador do torneio, presidente da Seleção TCU e segundo vice- presidente da ASTCU, Renato Arrochella, os objetivos do evento foram alcançados, uma vez que o envolvimento dos atletas foi maciço e que a associação cumpriu sua missão de estimular a interação entre os participantes servidores, terceirizados, convidados e familiares.

O campeonato foi um sucesso e ainda contamos com o suporte dos servidores Cássimo Borges, Sandoval Batista e Alison Souza, primeiro vice-presidente da ASTCU, além do patrocínio do Sindilegis e da parceria com o restaurante Taioba, que nos apoiou na festa de encerramento, destacou Arrochella.  

Em relação aos jogos do torneio, ele frisou que as partidas foram muito disputadas e competitivas desde o início do campeonato. Por mais que o time da França tenha se destacado, teve placares apertados, mas o que mais me orgulhou foi o feedback que recebi do time da Espanha: os colegas do tribunal ficaram tão unidos que vão marcar um jantar para fazer uma Paella. Olha o estreitamento de laços que a ASTCU pode proporcionar aos servidores!, comemorou.

Em razão do sucesso do primeiro Torneio Abertura de Futebol Society ASTCU 2018, Arrochella prevê a realização da segunda edição para o início de 2019.

Apís a Copa do Mundo, o segundo vice-presidente da ASTCU planeja um torneio interno denominado TCUZÃÕO, em alusão ao Campeonato Brasileirão. A ideia é formar times cujos nomes homenageiem ex-presidentes do TCU. Os colegas estão percebendo o valor que tem o trabalho da ASTCU para a congregação e o lazer. Por isso, estamos programando outras competições futebolísticas. Estou muito feliz com o resultado do Campeonato Society. Não vamos parar por aqui, afirmou entusiasmado o organizador do Torneio Abertura. 

Na ocasião, ele ainda destacou a participação dos goleiros Cícero Erivan, da França, e Wilker Barbosa da Espanha. Ambos sofreram 12 gols em sete partidas disputadas, sendo eleitos os menos vazados do torneio.  Além disso, a artilharia do campeonato ficou por conta do jogador da Espanha Caio Neves da Silva, que marcou dez gols em sete jogos.

Campanha ASTCU+1

Durante o campeonato, servidores e terceirizados aderiram à promoção ASTCU+1, cujo objetivo é ampliar a receita da ASTCU por meio da filiação de novos sícios. Essa foi uma forma que a associação encontrou para beneficiar o associado, bem como para investir na melhoria das estruturas do clube. 

Por meio dessa campanha, o(a) sício(a) que trouxer um(a) novo(a) associado(a), reduz a sua mensalidade e a do(a) convidado(a). E ainda: o associado veterano terá direito a um voucher para lavar o carro na Kombi do Adão, uma vez ao mês. Por sua vez, a sícia mais antiga ganhará um voucher para fazer as unhas, mensalmente, no salão do TCU. Vale frisar que o prazo de vigência do projeto se encerra em julho deste ano, com possibilidade de prorrogação. Informações pelos ramais 7321/7184.   

Tags: No tags

Deixe seu comentário