Agência Câmara_Brizza Cavalcante

Mais de 80% dos servidores da Câmara têm especialização, mestrado ou doutorado

Servidores da Câmara se destacam pela qualificação técnica e conciliam vida profissional e acadêmica em busca de constante aperfeiçoamento 

Em recente levantamento realizado pelo Sindilegis junto à Câmara dos Deputados, que avaliou os perfis dos servidores efetivos, foi constatado que 83% do quadro é composto por especialistas, mestres e doutores. Os servidores, com alta qualificação técnica e científica, atuam para atender as demandas da sociedade e dar suporte no processo legislativo, construindo a história do Brasil.

De acordo com o estudo da Secretaria de Recursos Humanos da Câmara, dos 2.660 servidores, 65% têm curso de pós-graduação; 13%, mestrado; e 5%, doutorado. Os números são superiores à média nacional: segundo dados do Ministério da Educação, a quantidade de mestres e doutores no Brasil corresponde a cerca de 0,1% da população brasileira.

Para o presidente do Sindilegis, Petrus Elesbão, esses números representam o retrato do comprometimento dos servidores em prestar um serviço de qualidade para a sociedade. “São servidores que não se acomodam, buscam constantemente qualificação e aperfeiçoamento. Temos muito orgulho de representar um corpo técnico do mais alto gabarito e que mostram isso na rotina”, enalteceu Elesbão.

Deixe seu comentário