9Ìâå» Semana de Valorização da Pessoa com Deficiência no Senado debate legislação atual

img-25-11-2015-565611abca60a
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Foi aberta na manhã desta quarta-feira (25), no auditório Petrônio Portella, a 9ª Semana de Valorização da Pessoa com Deficiência, promovida pela Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE). Este ano, o tema proposto é “Estatuto da Pessoa com Deficiência – Lei Brasileira de Inclusão (LBI): Do Papel à Realidade”, que tem como objetivo debater a legislação recém-sancionada. 

Na avaliação de Petrus Elesbão, Vice-Presidente do Sindilegis para o Senado Federal, a Semana de Valorização da Pessoa com Deficiência é um evento de extrema relevância para a sociedade, uma vez que favorece a sociabilidade e a melhoria da qualidade de vida dessas pessoas. O tipo de inclusão que prevê a LBI, sancionada em julho pela Casa, “denota o aumento na maturidade brasileira em torno dessa temática, fruto da participação popular e do diálogo democrático estabelecido entre sociedade e governo”.

Compareceram ao evento a Deputada Federal Mara Gabrilli; o embaixador do Reino Unido no Brasil, Alex Ellis; e a representante do Ministério da Saúde, a diretora da Saúde da Pessoa com Deficiência, Vera Lúcia Ferreira Mendes. Participaram também alunos da Apae do Distrito Federal, de diversas escolas classe e centros de ensino do DF e da Fundação Dorina Nowill.

No discurso de abertura, o Senador Romário ressaltou a satisfação especial em festejar a 9ª edição da Semana de Valorização. “A legislação sancionada conseguiu resgatar a cidadania desse segmento da população, tão discriminada do convívio social. Com a nova lei, damos lugar à compreensão e à aceitabilidade de que essas pessoas são produtivas e absolutamente aptas ao relacionamento social”, comemorou.

A Deputada Mara Gabrilli, que é cadeirante, falou sobre os obstáculos e as situações de carência vivenciadas por cerca de um bilhão de pessoas com deficiência no mundo. ”O grande avanço da LBI é a definição da pessoa com deficiência, levando em conta o meio em que a pessoa está e as barreiras que o meio impõe”, destacou a parlamentar. Até porque, reforçou Mara, a própria ONU (Organização das Nações Unidas) diz que as cidades têm deficiências por não estarem preparadas para receber as pessoas da melhor forma.

Para o embaixador do Reino Unido no Brasil, Alex Ellis, que tem um filho com deficiência, o Brasil é uma sociedade muito inclusiva, ainda que muito precisa ser feito. “Nunca vi povo que inclui tão facilmente, por natureza, as pessoas. Parabéns ao Brasil por isso”, disse o embaixador. Ele relatou a própria experiência ao ser pai de um filho com espectro autista e reclamou de a sociedade sempre perceber uma deficiência, e não uma pessoa. “As pessoas com deficiência querem inclusão com respeito e potencial, não com caridade”, afirmou.

O Coral do Senado, que é patrocinado pelo Sindilegis, foi uma das atrações na abertura acompanhando a apresentação do músico Jonhathan Bastos, que nasceu com deficiência nos dois membros superiores e toca instrumentos com os pés. Também no evento, a terapeuta educacional Ana Carolina Steinkopf apresentou o projeto “Uma Sinfonia Diferente”, em que trabalha terapia musical com crianças com espectro autista, desenvolvendo a formação de vínculos e a expressão de afeto com as próprias crianças e com as respectivas famílias.

A abertura da 9ª Semana de Valorização foi o primeiro evento da programação, que terá ainda lançamento de livro, exposição, oficina de libras – já com inscrições encerradas -, e debate sobre a LBI, no Auditório da Interlegis. A programação segue até o dia 3 de dezembro com exposições, cursos, palestras e apresentações culturais.

Shopping Basket