4DC7AA38-F9C9-4BE2-9C24-11BE20EFE723

#FicaaDica, #FicaEmCasa: séries brasileiras para maratonar e se divertir

Sindilegis prepara curadoria com seis produções nacionais da Netflix para seus filiados aproveitarem o fim de semana em segurança e respeitando o isolamento social

Com a chegada do fim de uma semana em que o Brasil marcou tristes recordes de mortes diárias pela Covid-19, o Sindilegis se solidariza ao luto de todos que perderam familiares e amigos nesta pandemia.

Governos estaduais e municipais atualizaram as medidas para tentar diminuir a disseminação do novo coronavírus. Diante dessa realidade, o Sindicato reforça as recomendações para que seus filiados permaneçam em casa e cumpram o isolamento social. E, para incentivar um entretenimento seguro, o Sindilegis preparou uma curadoria com diferentes gêneros de séries nacionais que têm alcançado níveis de audiência incríveis na Netflix. Confira mais um #FicaADica, #FicaEmCasa.

 

1) Cidade Invisível (2021)

Série mais nova da lista, Cidade Invisível chegou ao catálogo em fevereiro deste ano, mas já foi confirmada para uma segunda temporada.

A produção utiliza elementos folclóricos brasileiros para criar uma trama de suspense, mistério e que também envolve fantasia. Após uma tragédia familiar, um homem descobre criaturas folclóricas vivendo entre os humanos e logo se dá conta de que elas são a resposta para seu passado misterioso.

Apesar da boa recepção pela crítica e pelo público, a série levantou alguns questionamentos nas redes sociais. O principal deles diz respeito à representatividade indígena e como a produção poderia ter contratado um assessoramento sobre o folclore brasileiro para ajudar na construção da história.

 

 

2) Coisa Mais Linda (2019)

 

Contextualizada no Rio de Janeiro da década de 1950, a série foca em três mulheres que protagonizam a trama, que começa quando Malu é abandonada pelo marido, mas conta com as amigas Adélia e Thereza, uma cantora e uma escritora, respectivamente, para encontrar um novo rumo. Elas se juntam para abrir um bar focado em Bossa Nova em uma época que mulheres ainda eram vistas como inferiores.

Com episódios bem estruturados, a série tem ótimas temáticas feministas e mostra os desafios enfrentados pelas protagonistas, o processo de fortalecimento, empoderamento e reflexão de cada uma delas.

 

3) Irmandade (2019)

 

Para os amantes de uma boa série policial, essa produção da Netflix merece atenção.

A trama de Irmandade tem como foco uma advogada honesta que precisa se infiltrar em uma facção criminosa. Como seu irmão está sendo mantido preso pelos criminosos, ela tenta desvendar todos os esquemas possíveis para tentar salvá-lo. O grande problema é que se depara com diversas questões morais durante os episódios.

Estrelada por Naruna Costa e Seu Jorge, Irmandade é uma série eletrizante para quem ama o gênero policial.

 

4) Bom Dia, Verônica (2020)

 

A série é uma adaptação do livro homônimo da criminóloga Ilana Casoy e do escritor Raphael Montes.

O drama tem como foco a jornada de Verônica (Tainá Müller), escrivã da Delegacia de Homicídios de São Paulo, que, após presenciar um suicídio, decide investigar por conta própria dois casos esquecidos envolvendo mulheres agredidas.

À medida que se aprofunda na investigação, Verônica cruza o caminho com Janete Cruz e Cláudio Antunes, um casal cuja história de violência e abuso mantém o público intrigado.

Com oito episódios, de 50 minutos cada, dá para começar e terminar ‘Bom Dia, Verônica’ no fim de semana.

5) 3% (2016)

 

A série 3% se destacou por ter sido a primeira produção completamente brasileira da história da Netflix.

Após um colapso apocalíptico, o planeta se torna um lugar devastado. Mas “você é o criador do seu próprio mérito”, e aos 20 anos, todo cidadão recebe a chance de passar por uma rigorosa seleção para ascender ao Maralto, uma região farta de oportunidades. Porém, apenas 3% consegue chegar lá.

 

6) Onisciente (2020)

Se você já assistiu e gostou de 3%, vale a pena conferir Onisciente também. Afinal, esta outra série é do mesmo criador da primeira das séries brasileiras Netflix.

Novamente, a trama foca em um futuro distópico não muito distante. Neste mundo, as pessoas são vigiadas a cada segundo do dia por drones localizados em todo lugar.

Nina trabalha na empresa que monitora esses drones com o objetivo de despistar a vigilância da empresa enquanto tenta investigar a misteriosa morte de seu pai.

 

Tags: No tags