Por unanimidade, servidores da Câmara também aderem à greve geral desta sexta (28)

img-27-04-2017-5902718cb41a5
Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Durante reunião setorial realizada pelo Sindilegis nesta quinta (27), os servidores da Câmara dos Deputados deliberaram, por unanimidade, a favor da paralisação nesta sexta (28). A concentração do movimento será na tenda do Sindilegis, ao lado do porco inflável, mascote da campanha contra a reforma da previdência, que estará localizado príximo à Alameda das Bandeiras dos Estados, entre os Palácios do Itamaraty e da Justiça.

A reunião foi conduzida pelos diretores Paulo Cezar Alves, Ogib Teixeira Filho, Magda Helena, Bruno Paiva e Fabrício Rocha.ÌâåÊ

Para o diretor Ogib Teixeira, essa é uma luta pelo futuro dos servidores. “O que está em jogo não é somente o nosso futuro, mas o dos nossos filhos também. Greve é uma forma de mostrar que estamos indignados e queremos uma mudança. Se essa reforma passar, vamos morrer sem nos aposentar”, afirmou.

Moção de repúdio

Durante a assembleia, também foi apovada uma moção de repúdio aos deputados que votaram a favor da reforma trabalhista e da Lei da Terceirização.

Príxima semana

O Sindilegis vai realizar também, na príxima terça-feira (2), um ato público contra a Reforma da Previdência. A concentração será no Espaço do Servidor, às 13h.

Shopping Basket