ANUP-Nao-Custa-a-Educacao.001

Sindilegis se une a entidades em campanha “Reforma tributária: mas não à custa da Educação”

PEC 110/19 que tramita no Senado Federal, trará uma série de consequências para o setor da educação, caso aprovada

Imagine se deparar, após todas as consequências derivadas do coronavírus, um aumento absurdo nas mensalidades, fim do Prouni, exclusão de estudantes de programas sociais e professores desempregados. Essas são apenas algumas das consequências que poderão ser geradas caso a PEC 110/19, que dispõe sobre a reforma tributária, seja aprovada pelo Congresso Nacional.

Formando uma verdadeira linha de frente em relação à proposta, o Sindilegis se uniu à Associação Nacional das Universidades Particulares (ANUP), responsável por encabeçar o movimento #NãoÀCustadaEducação, que reuniu dezenas de instituições que prometem fortalecer a luta para derrubar a proposta. A campanha tem site próprio, que pode ser acessado em https://naoacustadaeducacao.org.br/assine-agora/, e busca reunir o maior número de assinaturas contra o projeto.

A reforma já vem sendo discutida há quase um ano e, caso aprovada como está, colocará em risco todo o setor de educação particular. O presidente do Sindilegis, Petrus Elesbão, afirmou que a reforma é urgente e necessária, mas é preciso abrir o diálogo com as entidades públicas e privadas para buscar uma proposta que beneficie setores estratégicos. “O governo precisa fazer o dever de casa e chamar as entidades das sociedades públicas e privadas para debater soluções. Propostas que prejudiquem o cidadão em detrimento de interesses individuais nunca devem ser levadas à pauta.”


Conheça mais sobre a campanha –
Acesse os perfis nas redes sociais e compartilhe o conteúdo. Faça parte deste movimento!

Facebook: https://www.fb.com/naoacustadaeducacao/
Instagram: https://www.instagram.com/naoacustadaeducacao/
Twitter: https://twitter.com/naoacustadaedu1
Site: Para conhecer melhor a reforma e os detalhes do movimento, acesse: https://naoacustadaeducacao.org.br/

1